NFL PLAYOFFS 2016 – AFC

Denver Broncos (12–4)

QB Peyton Manning

Stats da temporada regular

  • Recorde: 12–4 (1º da AFC)
  • 22,2 pontos por jogo (19º)
  • 3.970 jardas aéreas (14º)
  • 1.718 jardas terrestres (17º)
  • 18,5 pontos cedidos (4º)
  • 52 sacks (1º)
  • Turnover ratio: -4
  • FG: 30/35

Depois de uma excelente temporada regular, na qual terminaram 12–4, o Denver Broncos se mostra um candidato fortíssimo na pós-temporada. Cedendo apenas 283,1 jardas por jogo (melhor marca da NFL), a defesa dos Broncos foi a chave para o sucesso do time. Mesmo com um ataque irregular, com lesões de Peyton Manning e a titularidade de Brock Osweiler, a defesa conseguiu mantê-los nos jogos, ajudando o time a conseguir a primeira posição na AFC, com direito a descanso na 1ª rodada dos playoffs e mando de campo em todos os jogos dos playoffs da AFC. Após essa grande campanha, a franquia do Colorado tentará chegar ao Super Bowl novamente, algo que não fazem desde a derrota brutal por 43–8 para os Seahawks, em 2014.

Pelo lado ofensivo, o jogo corrido em união à linha ofensiva serão fundamentais para que o ataque consiga funcionar. Liderado por C.J. Anderson, que obteve 903 jardas totais e 5 TDs na temporada, e Ronnie Hillman, que obteve 974 jardas totais e 7 TDS, estes serão essenciais para que o ataque não se torne unidimensional, e não dependa tanto do QB, seja ele Brock Osweiler ou Peyton Manning. Após a lesão de Peyton, na semana 10, Brock Osweiller foi o titular da equipe e, aos poucos, foi mostrando flashs de ser um jogador com futuro promissor. Além disso, também contam com um bom corpo de recebedores, em que se destacam uma das melhores duplas de receivers da liga, sendo eles os WRs Demaryius Thomas (1.304 jardas recebidas e 6 TDs) e Emmanuel Sanders (1.135 jardas recebidas e 6 TDs), além de também contar com a nova aquisição, vinda por troca dos 49ers, o TE Vernon Davis.

Já pela defesa, é essencial que mantenham o bom trabalho que vêm realizando durante a temporada. Melhor defesa contra o jogo aéreo (199 jardas por jogo), 3ª melhor contra o jogo corrido (83,6 jardas por jogo) e 4ª melhor em média de pontos cedidos por jogo (18.5), não será tarefa fácil para nenhum ataque da NFL. Com bons jogadores em todas as três fases defensivas, vale destacar alguns jogadores, como o CB Chris Harris Jr (Pro Bowl), o CB Aqib Talib (Pro Bowl), o LB Von Miller (Pro Bowl) e o DE DeMarcus Ware (Pro Bowl). Nesse ano, Talib foi um dos destaques da liga tendo 3 INTs, sendo 2 pick six, e 13 passes desviados, enquanto Harris foi rankeado como 3º melhor CB da liga pelo PFF (Pro Football Focus) com rating de 87,2. Já no pass rush, Ware e Miller continuam formando uma das melhores duplas de OLBs da liga, tendo 7.5 e 11 sacks, respectivamente.

Outro fator importante desta temporada foi a força do time em casa e também contra seus oponentes diretos. Dos 8 jogos feitos no Sports Authority at Mile High, os Broncos só perderam 2, algo que mostra a força de sua torcida e também da altitude de Denver, esta que influencia e muito nas partidas, em vista que o estádio fica a aproximadamente 5.280 pés acima do nível de mar. Sobre os confrontos diretos, os Broncos venceram pelo menos uma vez durante a temporada regular 5 dos 6 times dos playoffs que enfrentaram, sendo eles NE, CIN, KC (1x), MIN e GB, o que mostra de certa forma um crescimento da equipe nos grandes jogos.

Como o Denver Broncos conseguiu o melhor recorde da AFC, eles ganharam o direito de ter descanso na 1ª semana dos playoffs. No divisional round (2º round), os Broncos enfrentarão no dia 17 de Janeiro, no Sports Authority Field at Mile High às 19:30, os Steelers (caso vençam o Wild Card contra os Bengals) ou o vencedor de Chiefs e Texans.

OLB Von Miller

Texto: Leonardo Santos

Edição: Felipe Borges

Show your support

Clapping shows how much you appreciated False Start BR’s story.