O Holocausto do Capital
Marcus Brancaglione
52

Agora me dei conta de que todos os filmes de kung fu são libertários. P.ex. um que vi no Netflix recentemente, “Ip Man” (tb. tem o 2) bem legal. O mestre do kung fu só quer ficar na dele, vem uma galera com faca pra cima dele, ele se defende no soquinho, daí a polícia vem e prende ele por ser violento e estar perturbando a ordem!

O estado é basicamente uma violência absurda mas invisível, paranoicamente perseguindo seus oponentes e acusando eles de serem violentos e uma ameaça.

Like what you read? Give Fabiana Cecin a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.