Tempo de mudar, ser cada dia melhor

Não tenho o hábito de ficar “culpando o ano” pelos momentos difíceis que enfrento, mas é inegável que 2017 foi um dos mais pedreiras, morar sozinho, ter mais responsabilidade financeira e começar um plano futuro de mudanças grandes.

Foi o primeiro ano sem minha avó paterna em datas que eu já estava acostumado que ela estivesse presente.

Errei pra caralho nas escolhas e atitudes profissionais, porém nesse mês de julho consegui algo que sempre buscava, uma mudança de trampo na qual eu realmente acredito (no produto e nas pessoas) .

Conheci pessoas muito boas no que fazem e que não desistiram de tentar algo melhor.

Amigos que n me deixam na mão, estão sempre lá pro que for necessário.

Tenho uma namorada que é amiga, companheira e me ajuda em tudo que eu preciso, cada dia que passa tento ser um pouco melhor pra ser o ideal pra quem merece.

É só o meio do ano, ainda tem muita coisa pra rolar mas posso dizer que estou satisfeito com o que tenho até aqui e cada vez mais preparado para mudanças.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.