Business Intelligence (BI) — O que é e como ele pode ajudar você a aumentar seus resultados

As empresas vivem hoje em um ecossistema de negócios totalmente dinâmico, onde as mudanças acontecem a todo instante e decisões precisam ser tomadas com agilidade para que possam se manter competitivas e com resultados positivos. Ferramentas de Business Intelligence nasceram nesse contexto com o intuito de auxiliar diretamente o dia-a-dia dos executivos.

Mas o que é Business Intelligence (Inteligência de Negócio), ou somente BI?

O termo BI refere-se a um conjunto de ferramentas e soluções utilizadas nos processos de coleta, organização, análise, compartilhamento e monitoramento de informações que oferecem suporte a gestão e tomadas de decisões. Seu principal objetivo é obter respostas e causas-raízes através de uma fácil interpretação de um grande volume de dados, provindos de diversas fontes diferentes. Geralmente seus resultados finais são expressados através de dashboards, ou seja, de forma gráfica, dinâmica e de fácil acesso às partes interessadas.

Desenvolvendo uma solução BI

Desenvolver uma solução completa de BI não é uma tarefa tão simples quanto analisar o seu resultado final. Abaixo exemplificamos através de um fluxograma uma solução básica de BI baseada em 3 pilares: Entradas, Base de Dados e Análise.

Entradas

Entradas são as fontes geradoras dos dados de uma organização. Como no exemplo acima, elas podem ser providas de diversas soluções e através de diversos meios. Nas entradas deve-se ter muita atenção em relação a padronização das informações e ferramentas utilizadas para que a coleta dos dados na ponta operacional. Por exemplo, na construção civil, temos geralmente as seguintes entradas de dados:

  • RDO’s (Relatórios Diários de Obra);
  • Notas Fiscais de serviços e materiais;
  • Folha de pagamento dos funcionários;
  • Medições de empresas terceirizadas;
  • Sistemas ERP’s;
  • Entre outros.

Base de Dados

Como boa prática para uma solução de BI, recomenda-se que o core (núcleo) seja centralizado em uma base de dados única. Através dessa prática é possível obter benefícios sólidos para o negócio, tais quais:

  • Confiabilidade das informações geradas para análise;
  • Segurança e disponibilidade dos dados gerenciada por uma equipe especializada;
  • Hierarquização de acessos às informações da organização;
  • Relacionamento e estruturação dos dados.

Análise

A última etapa, não menos importante, são as visualições dos resultados através de dashboards. Separamos algumas dicas para que você desenvolva análises que gerem valor ao projeto:

  • Visualizações interativas, ou seja, encontrar as repostas aos porquês através de poucos cliques;
  • Dashboards online, acessíveis através da internet de qualquer lugar e dispositivo.

Conclusão

Para concluir, exemplificamos abaixo um dashboard demonstrativo desenvolvido pela Elleve. Nele é possível visualizar uma grande gama de informações de diferentes setores / áreas de uma empresa. Além disso podemos facilmente identificar as causas-raízes para possíveis desvios.

  1. Dados do contrato e avanço físico do projeto;
  2. Dados do planejamento, programação de atividades e executado;
  3. Relacionamento dos serviços executados ao Plano de Contas do Projeto;
  4. Dados de interferências que impactaram no não atingimentos das metas.

Enfim, uma boa solução de BI deve permitir que o stakeholder seja capaz de investigar e obter respostas através dos dados de forma rápida, fácil e dinâmica. Assim é possível responder os porquês e também revelar as suas causas-raízes para poder sempre atuar em tempo hábil, fazendo uma gestão proativa com foco na geração de valor ao seu negócio.

Para mais artigos e nos conhecer melhor, visite nosso site: elleve.com.br