Ser carpinteiro (ou a esponja) da vida dos outros enche o saco.
Júlia Meirelles
73

Codependencia, pesquise sobre.

Já tive minha cota de carpintaria e já me relacionei com uma pessoa assim, péssimo ambos os casos.

Busque a melhora, cuide dos seus problemas, que os outros resolvem os deles, as vezes é doído não ajudar, mas algumas pessoas precisam “tomar na cabeça” para aprender, não seja uma dessas e deixe quem é fazer seu processo.

Boa sorte, precisando de uma ajuda ou papo, tamos aí. (ops…rs)

Like what you read? Give Felipe Cardoso Vinha a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.