Seu professor não pegou na sua mão e ensinou o que é planejamento? Sorte a sua!

Você é aluno de uma faculdade/pós/MBA, e o seu professor(a) de planejamento — comunicação, marketing, mídia, redes sociais ou inovação — não pegou na sua mão para lhe ensinar como fazer e você está postando nos grupos secretos de WhatsApp, Email e Facebook que esse professor o decepcionou?

Ah que peninha de você. Mude a atitude e diga: “obrigado professor(a), o senhor(a) me ensinou a pensar”.

Você pode ter acesso a TGI, Marplan, ComScore, Ibope, Kantar, Hitwise. Sua agência ou cliente, pode comprar todas as pesquisas possíveis, você levará uma vantagem frente a muita gente, mas se a principal ferramenta não for usada, tudo isso vira dados e mais dados. Sabe qual a principal ferramenta? CEREBRO!!!

Eu costumo dividir esse assunto em 2 grupos. O Grupo A, usa, o Grupo B nem tanto. Se você espera as coisas mastigadas nas suas mãos, desculpe, mas você faz parte do time B. E você sabe quem vai se dar bem no mercado, né? Dica: O time B não é! Parto do princípio, que se está no mercado de trabalho, já é um adulto, ou seja, não precisa mais que as coisas cheguem a sua mão. Vá a luta, não te disseram isso? Ah sim, dá preguiça, é verdade. Cerveja, bar, balada todo o fim de semana é mais importante do que ler um livro, aliás, livro é aquilo que você lê 1 por ano “porque o professor mala mandou.” Um dia esse será outro que você vai, ou deveria, agradecer.

Estou em sala de aula há 8 anos. Não sou, e nem quero, ser o melhor dos professores. Tem gente — e até amigos — muito melhores do que eu, e acho demais isso, aprendo com eles, sempre! Mas eu quero fazer a galera pensar! Isso eu faço em todas as minhas aulas. Os melhores professores que eu tive na vida nunca, mas nunca mesmo me deram nenhuma fórmula de porra nenhuma! Nunca um professor meu pegou na minha mão e disse “olha Felipe, para você fazer planejamento, você escreve isso aqui, aquilo ali e aquele outro ali e pronto, o planejamento sai como mágica…” Julio Ribeiro fala da mágica do planejamento e eu duvido que é nesse sentido. Aliás quem é Julio Ribeiro? Não sei, mas a Kéfera, nossa, eu sei tudo!!!!

Galera entra na sala de aula e começa a achar que planejamento é receita de bolo:

· 2 slides de objetivo qualquer e bem abrangente

· 2 slides de concorrência, onde vai citar apenas o nome, um print do site e um do Facebook

· 1 slide com números de Internet o mais abrangentes possíveis

· 1 slide de público contendo: Sexo, idade, grau de instrução e cidade que mora

· 1 slide com uma estratégia batida, manjada que achou no Google

· 10 slides com ideias sem nexo, sem ter nada a ver com o público

Misture tudo isso no liquidificador e pronto, sai um planejamento no capricho. Coloque em um Power Point com design bem legal, ou melhor, no Keynote para o cliente ver que você usa Mac. Tá ai, o planejamento da sua marca, o planejamento que vai mudar os rumos de comunicação da marca.

Ah se fosse fácil assim…

Planejamento tem metodologia. Cada profissional tem a sua! Já começa por ai. Depois, planejamento tem que ter:

· Objetivo

· Análise de mercado

· Estudo de concorrência

· Perfil detalhado de público

· Estratégia

· Plano tático com embasamento e coerência.

Esses pontos são os principais de uma espinha dorsal do planejamento. Coloquei em forma de lista assim fica fácil para ler e entender, tá? Tá ai o “como fazer”. Cada um, costumo dizer que é uma “caixinha” a ser preenchida. Se você preenche de forma abrangente, seu planejamento servirá para qualquer marca, olha que legal! Não!!! Um plano para qualquer marca não é bom, bom, é o plano para aquela determinada marca, para resolver aquele determinado problema e falar com aquele determinado público que concorre com aquela determinada concorrência. DETERMINADA e não abrangente!

Exatamente por isso, que planejamento não tem o “como fazer” e sim o “como pensar”, por isso, voltando aos grupos A e B, que digo, se você está do lado do time A, vamos juntos para planejar, mas se está no time B, olha, tem coisas mais legais por ai.

Por que você não segue a estudante do MIT que quer abrir uma hamburgueria com o dinheiro dos outros? O aquele cara que pede para você colocar dinheiro no carro de pessoas desconhecidas? Ou você pode optar por aquele que manda e-mail dizendo “estar triste”, esses sim, eles tem uma fórmula poderosa, de passo a passo para o sucesso.

É legal, você vai, paga uma fortuna para eles, eles te ensinam tudo, como escrever, como postar, como criar página de captura, como fazer cara de sucesso nas fotos, no detalhe, mas sem o cérebro, você vai ter milhares de páginas, uma metodologia gigante e fará o que com isso? Nada!!!!

Mas antes de você ir para o caminho mais fácil, sinto lhe informar, mas nenhum profissional de nome, de reconhecimento e mega premiado usa fórmulas prontas, eles usam apenas a mais velha de todas as formulas: acordam cedo, estudo muito, ralam mais ainda, erram muito, aprendem todos os dias, bebem de várias fontes e depois de muito, mas muito estudarem, acertam! E você?

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Felipe Morais’s story.