Ei, não morra de fome, abra sua empresa… otário.
Eden Wiedemann
10813

Eu valorizo muito uma opinião oposta a corrente que todos seguem. Por isso estou comentando, e li o artigo. Mas eu acho que existe mais a explorar.

Estão aparecendo muitas noticias dando “super poderes” aos empresários, OK. Mas sabemos que não é verdade, e ponto. Vide impostos, burocracia, negociações… Tudo o que é preciso tino comercial, acima de um CNPJ.

Mas então, o ideal é…? Só isso que senti falta.

No fim, a pessoa vai ter que ser empresário para não passar fome, nem que ele coma o estoque. Não captei uma solução, ou outra forma de pensar.

Mas gostei do texto mesmo assim. Pois não existe flores em meio a um incêndio. Pelo menos um tem que gritar: “Olhem o fogo, cuidado”, e penso que foi feliz nessa intenção.