Amor

4 letras. 1 palavra.

Tão pequena mas com tantos significados.

Uns falam por falar. Outros levam como promessa de vida. Alguns veem como doença e querem longe essas 4 letras.

A coisa mais difícil de se achar no mar de mentiras que vivemos é essa palavrinha.

Quer dizer, vemos ela pra todos os lados. É difícil achar essa palavra com o imenso significado que ela tem.

Nem tudo que reluz é ouro.

Nem todo “eu te amo” carrega o peso do amor verdadeiro.

O amor vem mascarado de muitas coisas. As vezes ele vêm com um leve cheiro de bebida. As vezes ele vêm com o cheiro cigarro. As vezes ele vem tão disfarçado que custa um bom tempo pra perceber.

Muitas coisas vem mascaradas de amor também. A carência, a possessividade. E até o simples ato de gostar.

Temos a dificuldade de distinguir paixão, gostar e amor.

Amor é viver o presente, entender o passado e planejar o futuro. É engolir orgulho. É não se ver com outro alguém. É não pensar que isso tenha um fim e lutar para que realmente não tenha. É envelhecer junto. É não desistir.

O amor é essencial pra nós, mas ele nem sempre é sinônimo de sinal feliz.

Às vezes, o amor é uma ferida que nunca cicatriza e que você leva junto aonde quer que vá. Às vezes, o amor é dor.

Mesmo sendo dor, mesmo não sendo sempre amor, pode ter certeza: por essas 4 letras, vale a pena chorar, sangrar e esperar.

Like what you read? Give Fer a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.