Quase #diárioparaGui, São Paulo, 27 de março de 2017, 10:34

Gui, liga o alerta ao interagir com a cachorrada…

Fiquei sabendo que Scooby te estranhou e saiu com o seu bracinho arranhado. É assim mesmo — a cachorrada também tem sentimento e, por mais tranquilona que esteja, pode reagir do nada. Ainda mais com seus carinhos desajeitados (porque ainda é pequenininho, né? Suuuper normal!). Lembra do possível diálogo entre você e o Scooby? Acho que é muito mais que isso. Você estão dividindo o mesmo espaço, os carinhos da mamãe e do papai, você com suas mãozinhas e pézinhos furacão por cima dele… Tudo pode ser estranho para ele também. Faz parte, né?! Para tentar amenizar o climão entre o neném e um dos cães, troca uma ideia com Scooby, fala que você ainda é bebê e está aprendendo a lidar com os bichinhos de verdade (ou ainda não sabe diferenciar os que de verdade com os de brinquedo). Acha que cola? Tenta aí e depois me conta. E também me contaram que anda tentando interagir com a coelhinha que mora do lado de fora da sua janela.

Ela também é de verdade e não faz parte da caixa de brinquedos, ok?! Aproveita a bicharada aí! Beijocas e saudadona. Tia Fer. Obs.: Pode parecer tentadora esta pedrinha redondinha dando sopa aí na sua frente. Mas se experimentar colocar na boca, vai levar bronca. E se o vovô ficar sabendo vai querer te dar um remedinho para verme- já fica ligado ;)

Like what you read? Give fernandaiarossi a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.