Tempo a gente tem

Perdemos o respeito pelo tempo. Pelo nosso próprio tempo e pelo tempo das outras pessoas.

Também não respeitamos o tempo das coisas cotidianas, o tempo da comida, do momento com os amigos (só to vendo uma coisa aqui no whatsapp), o tempo de sono, de descanso da mente, de tédio, o tempo de amadurecimento de uma ideia.

E temos que fazer mais com o mesmo tempo, ou na metade do tempo. É preciso responder imediatamente, sem muito tempo pra refletir na resposta.

Ao mesmo tempo, horas são investidas no Facebook, Instagram, binge-watching netflix e na frente da TV. E se você defende que esse tempo ajuda a relaxar a mente e é uma pausa no dia, até entendo, mas, honestamente, nunca me senti mais relaxada, motivada e bem disposta depois de ficar vendo um monte de besteira no Facebook. É divertido, mas não dá pra ficar horas ali.

Sempre que ouço alguém reclamando da falta de tempo para fazer alguma coisa fico pensando nessa nossa estranha relação com o tempo.

Eu tenho um termômetro pessoal, sempre que termino de fazer alguma coisa tento parar por um minuto para entender se estou bem comigo mesma. Posso ficar horas fazendo algo idiota, mas se no final eu me senti relaxada, valeu a pena. Quando me sindo ainda mais tensa ou com a sensação de procrastinação vazia, (alou, newsfeed), acende um alerta de que eu não deveria gastar tanto tempo nisso.

Mas o difícil mesmo é quando me pego planejando fazer dieta, exercício, ler 5 livros, assistir a 10 filmes, encontrar os amigos, ir naquelas 3 festas incríveis, colocar em dia as 4 séries e 2 podcasts que estou acompanhando, ler o jornal todos os dias, arrumar o armário, deixar comida pronta, marcar dentista, demartologista, ginecologista e chego no final da semana frustrada porque tudo o que fiz foi trabalhar e comer mal.

Venho tentando fazer um exercício diário de aceitação do meu próprio tempo. Tentando entender, e aceitar que não dá pra fazer tudo ontem, e que é Ok, tudo bem, não deu, sem estresse. Mas em paz e com a consciência que eu não deixei de fazer as coisas importantes porque estava perdendo tempo com as coisas que não fazem bem.

E você, como está se relacionando com o tempo?