Imperfeita

Gosto de cozinhar e deixar sabores aos meus amores. Cozinhar é amar com salpicados, refogados e bem servidos desejos. Quando eu vou embora, eles postergam perder meu gosto, não se dando conta que só fui embora por causa deles, do medo deles.

Ele disse as palavras mais belas que já li e quis eternizá-las:

Fostes a mais bela entrega de toda minha vida. A mais consciente. A mais interessante, pela mistura de pele e pensamentos, palavras e gestos. Deixei estragar o último gelado de melão por pena de comer e não ter a última coisa que preparastes para mim.

Somos assim, não comemos e nos deliciamos com a fruta da paixão por medo de não tê-la mais. No entanto, ela tem o seu tempo e apodrece. A nossa apodreceu pois o medo dele me deixou à míngua, com fome e sede de entrega e amor.

Até hoje me indago – e o indago também – sobre a razão pela qual nos boicotou e estragou nosso fruto mais belo e suculento. Ele lê e não responde. Provavelmente, vai mudar de assunto.

Eu o fiz para ele degustar, ele não comeu e o gelado apodreceu. Por um coração gelado que, de tanta brasa minha, não resistiu e nos boicotou. De uma entrega perfeita sobraram alguns versos. Eu apaguei os outros.

E o que é essa tal entrega perfeita que ele só entendeu agora? É a junção de imperfeitos, incontritos e complexos seres de paixão em um momento único no qual o medo não cabe. Perfeito é o peito de ritmo irregular que bate e te arranca o medo do mundo. Perfeito é um sorriso quadrado que é perfeito em dentes tortos só por existir e estar aberto para mim. Perfeito é obedecer o tempo da alma e sanar seu medo no meu peito.

Haveria algo mais perfeito do que dançar no escuro luminoso do barulho do teu peito de olhos fechados? Eu dancei em tons inapropriadamente claros e rubros, feri o teu silêncio com a minha risada, marquei o teu prazer nos meus “sim” e tremores. Nada mais perfeito que se lançar. Pena eu causar mais medo do que loucura e desejo encandecente. Sinto-me imperfeita por isto.

Like what you read? Give Fernanda La Ruina a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.