Exatamente o que se é

Eu tô bem cansada.

Sabe? Cansada. Mas sabe o que me cansa? Essa sociedade. 
Estamos todos doentes, depressivos, tristes, insatisfeitos, ansiosos e a todo tempo nos auto-sabotando.
E por que? Na maioria das vezes pra alcançar um padrão socialmente instituído. Seja ele de beleza, inteligência, financeiro, de sucesso, de amor. Pra nos encaixar em algo, nos sentir pertencentes a algo. Porque o ser humano é um ser social, ele precisa se sentir parte de algo pra existência dele fazer sentido e é por isso que a gente busca tanto se encaixar num padrão, em um grupo.

A constante busca por uma definição e uma caixinha pra chamar de sua. E cara, OK que se sentir pertencente a algo é maravilhoso, mas até que ponto existem "caixinhas" o suficiente? Definições o suficiente?

É um negocio impossível, inviável. Nós somos plurais. Sentimos, pensamos, entendemos o mundo de forma diversa e é doentio esperar ou obrigar TODO mundo a se encaixar em um lugar só, ou mesmo buscar por uma definição ou um encaixe. Sempre ficam umas peças sobressalentes.

Quando vocês ficarem se sentindo burros, feios, se sentindo culpados por um erro que cometeram e os caralho, parem. Sério, parem tudo e respirem bem fundo e se lembrem que somos plurais e que não tem essa de "nossa como eu sou burro/feio/idiota etc", cada pessoa tem sua forma de existir. Sua forma de aprendizagem, seu nível de consciência, cada qual é cada qual porra. Somos falhos mesmo, erramos, fazemos merda o tempo todo, mas estamos em constante evolução e aprendizado e isso é maravilhoso!

Quando fizerem um comentário negativo a seu respeito, não internalize ele. As vezes pode ser verdade, as vezes não, se for, que ótimo! Agora você tem consciência daquele defeito e vai poder trabalhar ele e se tornar alguém melhor. Mas muitas vezes não é, é só uma pessoa projetando em você a frustração dela própria com ela mesma.

Eu tô escrevendo isso porque eu tô triste com o que ando vendo. Tô vendo um monte de gente ao meu redor se culpando, se mutilando, se castrando pra tentar ser o que não é, muitas vezes pra agradar outras pessoas ou se encaixar nas espectativas dos outros ou sendo atacadas e julgadas por suas escolhas e sofrendo muito com isso.

Uma vez uma vez uma pessoa que nem era próxima a mim disse numa conversa com uma terceira pessoa que "felicidade é estar confortável dentro de si" e esse sentimento vem da auto-aceitação. Do amor por si mesmo. De se olhar no espelho e se perceber interessante, se respeitar, aceitar seus limites e não ficar se culpando porque errou ou porque em algum momento fez uma escolha que depois se mostrou errada e não da pra voltar atrás, fodeu a vida.

A gente fica tão aflito na hora de fazer uma escolha que parece que aquilo é pra sempre, mas não é cara, você pode mudar de ideia, nós não somos sempre os mesmos, não tem problema mudar de opinião. Aquela situação não tem volta, mas tudo bem, desapego sabe? Saber a hora de “deixar ir” uma coisa que já passou. Aceitação da realidade como ela é.

Se perdoe e tenha a certeza de que naquele momento, pra aquela circunstância, pra aquela realidade que você estava vivendo, você tomou a melhor decisão que seu nível de consciência permitiu e siga sendo você mesmo independente do que te digam ou se te julgarem por isso e evolua a cada dia, não em comparação a ninguém, mas em comparação ao seu eu de ontem.

A resposta não tá lá fora não, ela tá aí cara, pare e olhe pra dentro, se conheça. As respostas estão em nós, se você quer uma resposta, silencie a mente e se sinta, se ouça. O que eu quero? O que eu busco? O que me faz bem? Porque eu tô fazendo isso comigo mesmo? É realmente uma escolha sensata e consciente?

Porque muitas vezes a gente faz coisas que minam a nossa auto-estima sem perceber. Nos pomos em situações de indignidade emocional por não nos conhecermos, não nos respeitarmos, não aceitarmos aquilo que verdadeiramente somos.

Enquanto aí dentro ainda fizer tempestade, o mundo do lado de fora não vai fazer o menor sentido.

Espero que eu possa fazer algumas pessoas refletirem sobre o que andam fazendo com suas vidas e porque estão fazendo isso com esse texto, por que eu pelo menos pensei bastante.