O Amor…

O Amor é como uma lâmpada, que brilha de dentro do nosso ser. A potência dessa luz interna depende de dois fatores;

Da intensidade de sua emissão

E da opacidade do que a envolve.

Podemos melhorar a intensidade exercitando o amor incondicional e verdadeiro. Aquele que não espera nada em troca, nem retribuição, nem reconhecimento.
E podemos diminuir a opacidade limpando a sujeira que contamina nosso amor. O ciúmes, a possessão, o egoísmo e orgulho (necessidade de reconhecimento) ofuscam nossa, já tênue, luz própria.

Bora sair por aí dissipando escuridão nesse mundão necessitado de amor?

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.