Sabe quando a propaganda funciona?

Só uma coçadinha aqui e tá tudo bem.

Se eu pudesse dar uma dica, uma só, sobre publicidade, eu diria: observe as pessoas.

Produtos, serviços e marcas são feitos para pessoas, não para cargos.

O gerente de RH é uma pessoa. O representante é uma pessoa. O agricultor é uma pessoa. O empresário, o médico, o corretor é uma pessoa.

Pessoas se emocionam com uma música. Dão gargalhadas com uma boa piada. Caem tombo em piso molhado. Tiram catota do nariz em sinaleira.Entram no quarto e dão beijo de boa noite nos filhos. Jogam futebol 7 depois de comer churrasco.

A boa propaganda, mas aquela que vende de verdade e que muda a história das empresas, que faz elas virarem IPOs, usa isso para criar relacionamentos entre marcas e pessoas.

Portanto, observe o comportamento da sua tia na festa de aniversário. Note como funcionários se comportam em reunião chata. Grave na memória bobagens que as crianças falam na frente de adultos. Lembre o que sua namorada falou no primeiro encontro. Pense no que seu cunhado diria ao receber o presente errado no Natal.

E use isso, meu filho.

Use isso para criar vínculos entre marcas e pessoas. Em qualquer plataforma que for necessário usar. Por que você acha que o stand up comedy é um sucesso há décadas? Porque é baseado no nosso cotidiano. Tudo já aconteceu com a gente, em algum momento da vida. E a gente adora se reconhecer na história dos outros.

Por que você acha que o Obama entrou para história como o presidente mais popular e com 74% de aprovação ao fim do mandato? Obamacare? Matar Bin Laden? Nada. Porque foi gente. Se comportou como gente, a despeito do cargo que ocupava.Chorou, dançou, riu, tomou cerveja, jogou basquete.

Pessoas dão credibilidade a marcas que se importam com elas. Que falam a linguagem da gente, não do Kotler.

Faça um favor para as pessoas. Seja uma.