E começa o espetáculo!

Depois de muita expectativa, finalmente a tão esperada noite de abertura da 6ª edição do FESTLIP foi realizada ontem à noite no Teatro Laura Alvim, em Ipanema. Atores, diretores, produtores, equipes e convidados se reuniram para festejar com a gente o início das atividades do nosso festival, que vai trazer as diversas sonoridades da língua portuguesa para os quatro cantos do Rio.




Para literalmente aquecer os tambores, o percussionista Cheny Wa Gune, de Moçambique, foi o primeiro a se apresentar, dando ao público um gostinho do que está por vir em sua oficina de percussão com moradores do Morro do Chapéu Mangueira, marcada para as 18h da sexta-feira, dia 29.

O percussionista moçambicano Cheny Wa Gune foi o primeiro a se apresentar

Em seguida, Tânia Pires, diretora artística da TALU Produções e idealizadora de tudo o que estamos narrando por aqui, anunciou a abertura oficial do FESTLIP 2014 e, em um discurso emocionado, destacou o orgulho que sente em poder ter contribuído para a valorização da nossa língua através do teatro.

Tânia Pires, idealizadora do nosso festival, anuncia a abertura oficial do FESTLIP

Na sequência, Tânia foi convidando ao palco os representantes das instituições que acreditaram no nosso festival e nos ajudaram a fazê-lo acontecer. Em nome da Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro, Vera Schroeder, responsável pela Superintendência da Leitura e do Conhecimento, ressaltou a importância do intercâmbio entre culturas. Jorge Luís José Maria, coordenador de Fomento na Secretaria Municipal de Cultura, parabenizou o festival pela iniciativa e afirmou ser uma honra para a Secretaria ser um de nossos parceiros.

O cônsul-geral de Portugal no Rio de Janeiro, Nuno de Mello Bello, foi o próximo a falar e leu uma mensagem do secretário de Estado da Cultura de Portugal, Jorge Barreto Xavier, enfatizando a importância de nosso homenageado do ano, João Mota, para o cenário da dramaturgia portuguesa. Roberto Guimarães, diretor de Cultura do Oi Futuro, frisou o prazer da empresa em patrocinar o FESTLIP desde a primeira edição e Fabiana Scherer, gerente de Cultura e Arte do Sistema FIRJAN falou da importância do evento para o calendário cultural do Rio.

Roberto Guimarães, diretor de Cultura do Oi Futuro, fala do prazer da empresa em patrocinar o FESTLIP

Depois dessas palavras iniciais, foi a vez de “rasgar seda”, em bom “brasileiro”, para nosso querido homenageado, o ator, encenador e professor português João Manuel da Mota Rodrigues, mais conhecido como João Mota. Tânia apresentou à plateia um pouco de sua prestigiada trajetória artística e depois entregou a ele um troféu do nosso festival, momento no qual João foi aplaudido de pé por nossos convidados.

Tânia entrega o troféu do FESTLIP ao homenageado do ano, João Mota

Por fim, era chegada a hora de Os Improváveis e o Teatro do Nada darem o pontapé inicial nos espetáculos da nossa programação, com os divertidíssimos “Improvisos da Lusofonia”, peça 100% improvisada que se apresenta hoje de novo no Teatro Laura Alvim, às 21h, e domingo, 31, no Teatro Café Pequeno, às 17h e às 20h.

O espetáculo “Improvisos da Lusofonia” deu o pontapé inicial na programação

E, para encerrar a noite, brindamos ao teatro, à língua portuguesa e ao início de mais uma edição do FESTLIP!

Luciana Rodriguez, o ator José Sampaio, e Tânia Pires
O homenageado João Mota e os diretores portugueses Paulo Lage e Rodrigo Francisco
Tânia Pires e os atores Claudia Alencar, João Vitti e Cacau Melo