Sobre quando conheci um mago.

A vida é cheia de assuntos inesperados e momentos engrandecedores.

No meio de um dos vários caminhos que cruzo todos os dias me deparei com uma figurinha peculiar, um ser com toda certeza evoluído que apareceu no momento quase certo. Nos sentamos numa praça e com algumas moedas que ele tirou do bolso fizemos uma sessão de magia.

Ele me conheceu por inteiro só lendo o que aqueles pedacinhos de metal formavam, nunca tive tanta certeza da veracidade da magia. Sou um cético? Sou. Mas eu luto todo dia pela sensação de ter minha voz calada pela destruição de uma certeza. Ele conseguiu me dizer muito e ao mesmo tempo nada, me deixar com a cabeça flutuando em incertezas e ansiedades e me fez querer com todas as forças o momento narrado.

E quando ele chegou, foi mil vezes melhor do que quando imaginei.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.