Muito grato pelo seu comentário Filipe.
Joceam Souza
11

Acho bom termos referências externas, mas referências regionais também são muito importantes. Lembro de quando fui a Cuba e ouvi uma entrevista com o chefe do planejamento da mobilidade pública de Havana. Pergutaram para ele qual cidade ele acha que tem a melhor mobilidade do mundo; ele respondeu algo assim: Nova Iorque, Londres e Paris, claro, são referências, mas tem outra realidade, outros problemas. Para mim (ele, no caso) a referência na América Latina, no terceiro mundo, é Curitiba, porque eles conseguem resolver os problemas deles nas circunstâncias específicas deles, que não são as mesmas das capitais européias e americanas.

Digo isso sem querer de forma nenhuma dizer que o texto seja menos relevante.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.