Eu sou gordinho

Hoje eu acordei com uma vontade imensa de me justificar para o mundo inteiro. Sabe aqueles dias que você simplesmente senta em frente ao computador e faz um x-textão combo com batata e ironia?

Pois é. Tô assim. Resolvi sair do armário depois de um certo tempo. Minha paciência anda muito anoréxica pra tanto blá blá blá que eu ando engolindo por aí.

Amigos querendo me dar dietas, no trabalho me indicam as academias próximas… Até minhas tias trocaram a piada "e as namoradinhas" para alfinetarem a minha circunferência.

Tô precisando de um detox urgente na minha lista de contatos.

*Fui esses dias provar roupas com um colega e eles não tinham o meu número (44). Saindo da loja ouço que se não tivesse tomado tanto milkshake minha vida inteira, já seria o suficiente pra entrar em um manequim menor.

"QUERIDO, POR QUE RAIOS EU TROCARIA O PRAZER DE UM OVOMALTINE DUPLO POR UMA BATATA DOCE SEM GRAÇA, SÓ PRA VIVER INFELIZ NUM 36 IGUAL A VOCÊ?" —foi o que eu pensei.
milkshake never ends

*No começo do meu namoro me falaram para dar uma maneirada na alimentação e diminuir a pança, pois eu tive muita >>sorte<< e poderia perder este rapaz lindo e que pesa 60kgs (sim com estes termos) para alguém mais definido.

“DA LICENÇA MEU AMOR SE VOCÊ QUER FISGAR MACHO COM GOMINHOS NO ABDÔMEN, EU TÔ INVESTINDO MEU TEMPO EM UMA RELAÇÃO BASEADA EM LAÇOS REAIS, NÃO EM WHEY PROTEIN” — foi o que eu quase disse.
Max ❤

Então, já empanturrado de tanta besteira, resolvi pegar o que eu quase disse, misturar com o que eu pensei, bater tudo no liquidificador e dar mastigado para quem quiser ler: tô fora de forma, sou gordinho e tô muito bem assim.

Ah, me deixa! Não me interessa viver meus dias contando calorias e tentando me encaixar em padrões de beleza criados por aí. Tô faminto por outro lifestyle, e nele não está incluso desperdiçar minhas horas preciosas preocupado com o que vão achar.

Foi deixando pra lá o que as pessoas falavam e colocando em cima da balança o que realmente me importa , que eu percebi que não há nada de errado em dar prioridade ao bem-estar que eu posso me proporcionar, se isso me manter saudável mental e fisicamente; mesmo se esta balança continuar marcando três fucking dígitos.

De resto, fica a receita que aprendi para uma vida de muita felicidade e sucesso: a gente sempre pode trocar um monte de babacas engraçadinhos por sementes de linhaça (com boas doses de leite condensado, é claro).

Não quero levantar bandeiras, até porque tenho preguiça de fazer exercícios, só queria lembrar que você pode ser o que quiser: se esforçando um pouquinho todos os dias em não ser um idiota, já está de bom tamanho.

Mas também, se insistir em ser o "conselheiro-vigilante do peso alheio", o tempo que eu fiquei pensando com a geladeira aberta me fez perceber que o que/quem realmente não me mata, felizmente me engorda. :)

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.