Se foi…

Eu o amava, mas ele se foi. Não se foi porque eu não lutei, se foi porque tive que deixa-lo ir, afinal, eu o amava.

É difícil quando sua primeira lição de amor é sobre “perda”, faz com que você pegue seu coração e coloque-o sob redoma com medo de que todos os sintomas da tristeza o contagiem de novo.

De vez em quando penso em arrependimento, no que poderia ter sido e nas histórias que poderíamos ter construído, mas quando vejo seu sorriso e o motivo, tudo isso some.

Depois de todo esse tempo, apesar de tudo, ainda ficaram as cicatrizes e não é nada fácil fingir que elas não existem.“Desacreditar é fácil” minha mãe dizia, ainda mais quando todas as evidências montam as cena do crime perfeito, o amor morreu.

A verdade é, quero fingir que eu acredite que o amor não existe, mas fico pensando que talvez o problema seja comigo, talvez eu não seja merecedor, ou que eu só esteja morrendo de medo de sentir toda aquela dor de novo.


“O que sei sobre o amor”
Like what you read? Give Fillipe Gama a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.