Liberdade, São Paulo.

Caminhei sem rumo pelo bairro da Liberdade.
Fugi para a viagem mais próxima, a prateleira dos importados.
Comi Guioza frio como se fosse churros.
Fechei os olhos em meio a multidão.
Sentei no banco do ponto de ônibus e tentei chover.
Tão seca quanto São Paulo a lágrima demorou a vir.
Chovi.

Like what you read? Give Paola Perazza a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.