O que fazer com os Títulos do Tesouro que estão negativos?

Photo by Bermix Studio on Unsplash

Com todos os problemas econômicos e políticos que o Brasil tem enfrentado, os títulos do tesouro atrelados à inflação tiveram um salto nas taxas e hoje pagam por volta de IPCA+5,5%.

Se você comprou uma NTB entre 2020 até meados de 2021, provavelmente está com uma rentabilidade negativa do seu título e uma taxa contratada por volta de IPCA+ 2% até 3,5%. A pergunta que surge neste momento é:

O que fazer? Vender os títulos anteriores, que estão com rendimentos negativos e taxas baixas, para reinvestir nos títulos atuais, ou deixar como está?

“Planos são feitos para não darem certo, mas se você não tiver um plano, você não chega a lugar nenhum.” Autor desconhecido

Se o seu plano é ter o rendimento pelo rendimento, o papel que você assumiu é de um especulador, ou seja, um investidor que deseja ter o maior resultado financeiro no menor tempo possível.

Neste caso, se você vender os títulos atuais, realizar prejuízos e conseguir reinvestir à taxa de IPCA + 5,5%, segurando o investimento até o vencimento, é provável que o seu retorno seja positivo se a taxa atual for o dobro da taxa contratada inicialmente, mas o cálculo exato é afetado pelas projeções das taxas de juros, o que traz um risco de você realizar perdas e ainda assim não conseguir ter os resultados esperados.

Agora, se o seu papel não é de especulador, e você comprou esses títulos pensando no seu plano de aposentadoria, o mais indicado é manter esses títulos na carteira e ir comprando aos poucos, mensalmente, novos títulos às novas taxas, que irão compor uma rentabilidade média mais atrativa.

Veja, se você comprou o título sem ter clareza do plano inicial, será naturalmente mais difícil decidir e ainda pode influenciar a tomar a decisão errada. E isso nos mostra porquê não ter um plano, não nos leva a lugar algum.

Sobre mim:

Finanças com Propósito

Love podcasts or audiobooks? Learn on the go with our new app.