is a good day to be a white human

nunca
fui juri 
no Tribunal da Inquisiçao Moderna: as redes sociais

mas 
essa foto em mim chegou 
e nao é uma imagem 
que choca olhos rasos 
nao esta explicito o mal trato

nao há sangue
fraturas expostas
a violencia esta velada
a violencia esta escondida
na alma do cavalo
em seus olhos palidos

veja bem
é um “diazinho bom” para quem? 
para ser quem? 
para o animal que ali está
 — sei lá quantos quartos de horas 
 — em pé 
 — com a cabeça amarrada para cima impedido de move-la quando quiser: 
nao parece um dia bom

olhe com afeto 
nos olhos do bicho
na tristeza mergulhados
ele nao esta feliz
nao parece confortavel

200 
e
80
e

pessoas 
da foto gostaram 
nao viram a crueldade
ansia de pessoas que olhos têm 
mas só usam para o que querem

eu tambem ando a cavalo
e tantas vezes 
esse foi um dilema: 
sera que ele quer 
que eu suba em suas costas 
e saia por ai como se nao tivesse vontades?
 
hoje 
só cavalgo quando mostro a sela 
e sozinho ele vem:
 — se nao vier: nao insisto
nao insista!
nao mostro alimentos
nao o chamo de forma carinhosa

tem vezes que meu cavalo quer que o cavalgue no pelo
sem a sela e o cabresto: 
aquilo na boca incomoda 

se 
nao for por seu desejo
cavalgar perde o sentido

isso é apenas um desabafo 
de alguem cansado 
de ver 
“quantos likes essa princesa cavaleira merece” 
sem
ninguem
se questionar
“quantas liçoes sobre opressao a violencia dessa foto oferece?”

o momento congelado fala por si
um animal impedir
de mover sua cabeça 
é violencia 
é violencia
das mais frias insensatas que existe

1) nao existe contexto para isso
2) nao existe desculpas para isso
existe reflexao
muita reflexao

nao vou jogar na fogueira esta garota
mas se ela fosse 
ao cavalo nao perguntaria 
o que ele faria

All the tired horses in the sun
How’m I supposed to get any ridin’ done?
One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.