Não Homens, nós não estamos a disposição de vocês

As vezes me pego pensando sobre o que passa na cabeça de alguns homens, claro que não são todos que agem dessa maneira, mas me refiro aqueles mais ignorantes mesmo, os chamados até “ bicho do mato”. Bom assim eu considero esses tipos.

Rotineiramente isso acontecesse muito nas redes sociais, algumas pessoas deveriam fazer um curso de bons modos na internet.

O cara nunca te viu na vida, pede p/ te add sem ao menos se apresentar.

Você não costuma aceitar desconhecidos, mas as vezes acaba sendo solidária até mesmo p/ ver onde o cara quer chegar

Claro que a intenção dele não é te convidar para ir na missa, então logo começa as especulações.

  • olá tudo bom? E aí, o quem faz de bom? Mora aonde ? Tem quantos anos, mora sozinha? trabalha com o que?

Uma bateria de perguntas que você começa a desconfiar que é o FBI.

Até aí tudo bem, o mais interessante nessa história é que foi ele quem te add, em nenhum momento ele se apresentou e muito menos disse quais eram suas intenções.

O que o levou a pensar que havia alguém ali a disposição ?

Já sei..esse monte de pergunta é para ver se me encaixo nos requisitos que ele precisa para sanar sua carência doentio?

Já vi uma amiga dizendo que uma vez um cara perguntou exatamente assim pr ela:

  • é casada, solteira, tem filhos?

Depois que ela respondeu: não, sim, não ele mandou um:

  • Perfeito!

Perfeito para o que ? Quem disse que estou a sua disposição porra? ( no caso dela )

Muitas vezes me sinto na época da caverna, onde o homem batia na cabeça da mulher com um tacape, para atordoá-la, quando queria acasalar.

Está errado cara!!!!

Seja homem, já que adicionou, se apresente, diga como e porque chegou ali. É mais legal, pois o interesse tem que valer e existir dos dois lados. Se vc acha que somente o seu interesse basta, vc está enganado amiguinho.

Masculinidade não é mostrar que gosta de mulher, que vai pra cima ou sair mostrando/provando interesse.

Isso broxa!

Não seja vulgar, seja um HOMEM.

Educação e respeito é a base de qualquer coisa.

E antes de sair abordando a mulherada por aí, pense nisso, não estamos para venda, locação ou disposição.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Flávia Claro’s story.