Você presta atenção no caminho ou vive angustiado mirando os objetivos?

Você sabe o que é angústia? Pois é, eu também sei. Aliás, quem não sentiu pelo menos uma vez na vida aquele aperto bem no meio do peito. A angústia aparece quando idealizamos metas, prazos e desejos que não podemos cumprir. Todos os dias corremos o risco de criar uma obsessão em busca de uma realização. As datas nada mais são que parâmetros criados para dar sentido a essa busca e essa sequência de eventos na esperança de alcançar o aprimoramento.

Quantas vezes você não acordou de manhã e determinou que a partir daquele dia você lutaria para ter um emprego melhor e mais tempo para ficar com o seu filho. Na ansiedade de conquistar o novo emprego, no prazo determinado, você provavelmente perdeu grandes oportunidades no lugar que estava e, nas horas vagas, provavelmente estava procurando alguma outra coisa que o fez esquecer de ficar com seu filho. Estou dando esse exemplo, como poderia dar qualquer outro. Apenas queria lembrá-lo que as datas podem ser apenas uma ilusão, é a vida que deve ser uma renovação constante. Esses marcos que criamos na vida, servem como uma espécie de graduação. Cada vez que atingimos uma meta nos sentimos vitoriosos. Ter objetivos é muito importante, mas, mais importante que os objetivos traçados, é ficar atento ao caminho que percorremos para alcançar essas metas.

Se você gostou e quer receber mais conteúdos como esse, cadastre-se em www.idhl.com.br

*Texto postado no meu antigo blog em 11/04/2005.