“Paralimpíadas”
Carlos Ramalhete
599

Não acredito que o objetivo desses jogos seja equiparar os atletas com deficiência aos "normais", como dizer que funk carioca é igual a Mozart, para usar as palavras do autor. Nego anda exagerando na problematização politicamente incorreta, irmã gêmea da já alucinada correta.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.