Olá, Flávio!
Ildrimarck Rauel
11

Eu acho que mais pessoas irão aderir ao “parceiro” e o negócio ficará sustentável, inclusive com possível retorno para os escritores.

Só temo que não haja “massa crítica” de parceiros de língua portuguesa para que passemos a ter uma atenção em nossa demanda por ver mais conteúdo em nosso idioma.

Mas, vejo que a empresa pode pensar em, independente de ter pagantes num idioma, ver a regionalização de conteúdos. Isso é alguém que se cadastrou como brasileiro veria mais conteúdos feitos por outros brasileiros ou em português. Mas, claro que isso deveria vir como opção de configuração. Posso ser brasileiro e desejar ver conteúdo em outros idiomas.

Fechar a aplicação só para assinantes é um tiro no pé. Escritores que migram seus blogues para a plataforma podem pensar em sair visto que o que mais motiva muitos escritores (na Internet) é ser lido de forma ampla.

Vamos ver o que o futuro nos reserva.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.