Processo de consolidação do leite nos EUA

Nos inicios da década de 70, os EUA já estavam com o processo de consolidação das fazendas produtoras de leite estabelecido (1965–1970). O cenário era de aumento na produção, níveis recordes de preço de leite, grandes produtores entrando no negócio e novos polos produtores de leite aumentando a porcentagem no leite nacional e estados tradicionais perdendo mercado.

Mesmo com o mercado pujante, os pequenos produtores tinham menos tração para acompanhar o processo de consolidação. As fazendas grandes cresciam num ritmo muito mais acelerado que as pequenas. Aumentando o volume e reduzindo a margem. A projeção era que na decada de 70, das 400.000 fazendas fossem reduzidas para 200.000, essas muito mais eficientes e produtivas. Grandes fazendas serão necessárias para aumentar a renda total, mesmo com margem menor.

Previa-se também que na decada de 70, a industria iria abrir os olhos para as grandes fazendas deixando de lado os milhares de pequenos produtores.

Revisando o passado

Olhando os dados desde de 1975, mostra que de uma grande concentração da produção no Noroeste, Grandes Lagos e estados das Grandes Planicies e Cinturão do Milho e baixa representatividade dos estados do Pacifico, passou para uma grande representatividade dos estados do Pacifico, igualando em importância com os estados do Noroeste e dos Grandes Lagos.

A queda do numero de fazendas de leite foi de 75% em uma decada. Porém o leite produzido continuou em alta.

Fatores de saída

Apesar das crises e preços baixos do setor nos EUA, quais são os fatores mais ligados a saída ou permanência na atividade.

Um estudo de 2006 mostra que em uma primeira analise que o ROVC (Retorno sobre o custo variável) é o fator mais importante na decisão de permanência ou saída de uma fazenda da atividade. Uma segunda regressão procurou identificar quais são os sub-fatores que levam a um ROVC negativo ou positivo. O ROVC é positivamente correlacionado ao uso de IA e tamanho do rebanho e negativamente correlacionado ao uso de pastagem como fonte primária de forragem e o custo total compra de forragem e alimento por vaca. Outros fatores como idade do produtor foram também identificadas.

Fazendas com rebanhos maiores, são melhores no controle dos custos de alimentação, não dependem de pastagem, e usam IA com isso irão conseguir maiores ROVC e estarão menos sucetíveis a sairem da atividade.

A single golf clap? Or a long standing ovation?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.