MUSIK-Expedition: Alemanha, julho 2017

Retrospectiva da Expedição Musical São-Joanense na Alemanha entre 2 e 14 de julho nas cidades de Koblenz, Colônia, Höchstadt an der Aisch, Erlangen, Nuremberg, Bamberg e Bubenreuth.

Recepção calorosa no festival de verão da Universidade de Koblenz-Landau

No dia 3 de julho, 14 são-joanenses desembarcaram em Frankfurt e de lá se dirijam para Koblenz. Os estudantes e professores do Conservatório Estadual de Música Pe. José Maria Xavier e da Universidade Federal de São João del-Rei coordenados pelo professor Dr. Modesto Fonseca e liderados pelo idealizador do Instituto Spix e Martius, Lucio Barreto, foram carinhosamente recebidos pelos estudantes alemães. A visita de 4 dias na Universidade de Koblenz contou com coordenação do anfitrião e professor Dr. Christian Jeub — diretor musical da Universidade de Música de Koblenz-Landau. O concerto da orquestra formada pelos músicos brasileiros e os estudantes de Koblenz apresentou a música barroca das Minas Gerais e a música popular brasileira na igreja de Santa Cruz, com Christian Jeub ao piano e regência do professor Modesto, encerrando o festival de verão UNIMUS 2017.

Após 4 dias na cidade de Koblenz e 1 passeio de 220km de trem até a cidade de Colônia, a Expedição Musical viajou 331 km ao sul da Alemanha, em direção a escola Ritter Von Spix em Hochstadt — cidade natal de von Spix. Em uma escola que leva o nome do pesquisador e cavaleiro alemão, a MUSIK-Expedition realizou diversos recitais de música brasileira para os nossos anfitriões, mães, pais e alunos da escola, celebrando os 200 anos da Expedição pioneira dos alemães Spix e Martius no Brasil entre 1817 e 1820.

De Höchstadt para Erlangen, a MUSIK-Expedition desembarcou no CEG Christian-Ernst-Gymnasium onde promoveu diversos recitais e uma oficina sobre ‘Ritmos Brasileiros’ que apresentou para cerca de 15 estudantes de música alemães ritmos como o xote, o baião e o ijexá.

Os alunos do Christian Ernst Gymnasium puderam experimentar e tocar alguns instrumentos de percussão tradicionais do Brasil, conhecendo os ritmos brasileiros e suas origens. A próspera cidade de Erlangen - onde nasceu a Siemens e o pesquisador von Martius — recebeu a Expedição Brasileira de braços abertos, tapete vermelho, com direito a bandeira do Brasil na recepção na estação ferroviária de Erlangen. A equipe brasileira foi recebida com uma visita guiada e um pique-nique no Museu da Siemens.

Após uma breve e intensa passagem por Höchstadt, a MUSIK-Expedition voltou para Erlangen, onde passou a maior parte da segunda fase da viagem, coordenada pelos amáveis anfitriões, Christian Stemmler, Manfred Hopfengärtner.

A Expedição percorreu ao todo cerca de 889 kilômetros em solo alemão, passando por 7 cidades: Koblenz, Colônia, Hochstadt, Erlangen, Nuremberg e Bamberg. Além dos concertos, recitais e oficinas a Expedição Musical fez diversos passeios e visitas guiadas, em locais onde alguns fazem questão de chamar região da Francônia e em outras cidades da região Bavária.

Em um de seus muitos passeios, a MUSIK-Expedition passou pela cidade da lutheria, Bubenreuth, onde visitou o Museu da Lutheria e a oficina do mestre luthier Ghünter H. Lobe.

A MUSIK-Expedition teve a honra de representar a música brasileira apresentando o Guanduo para um público de mais de 1200 pessoas em um magnífico concert hall em Erlangen. Os estudantes brasileiros integraram a Orquestra de estudantes do CEG-Christian Ernst Gymnasium em um grande concerto de encerramento do semestre letivo da instituição.

E a Expedição continua…

Na quinta-feira, 13, os tripulantes da Expedição foram até a cidade de Nuremberg, onde participaram de uma visita guiada pelo cantor natural de São João del Rei, Emanuel Veloso, que apresentou-lhes a Ópera da cidade, onde trabalha desde 2012.

Visita à Ópera de Nuremberg, guiada pelo cantor Emanuel Veloso, profissional da ópera e natural de São João del Rei-MG

Em seu último evento na Alemanha, os músicos e estudantes da MUSIK-Expedition são-joanense participaram da inauguração da nova sede da BAYLAT e celebração dos 10 anos de sua fundação.

O Instituto Spix e Martius teve ainda a honra de visitar o Jardim Botânico de Erlangen, uma exposição sobre os 200 anos da Expedição de Spix e Martius ao Brasil foi organizada pela Universidade FAU-Nuremberg.

Balanço da Expedição

  • Cerca de 30 horas de viagem, 18.000 km no ar + 889 km na terra, 12 pessoas, 12 dias, 22 eventos, ensaios, concertos, recitais, passeios, visitas guiadas, palestras, oficinas, celebrações e cerimônias institucionais.

Dia 3 — Visita guiada a Universidade de Koblenz

Dia 4 — Intervenção no Mensa (RU) da UniKoblenz e Visita ao Museu ‘Casa mãe de Bethoven’

Dia 5 — Ensaios, intervenções urbanas e passeio na cidade de Colônia

Dia 6 — Concerto na igreja de Santa Cruz, encerramento UNIMUS, em conjunto com alunos da UniKoblenz

Dia 7 — Recitais na escola Ritter von Spix Schule, na cidade de Hochstadt

Dia 8 — Concerto de música brasileira no colégio Christian Ernst Gymnasium CEG-Erlangen

Dia 9 — Concerto na Casa das Igrejas em conjunto com alunos do CEG-Erlangen

Dia 10 — Visita a BAYLAT — Centro Universitário da Baviera para América Latina do Ministério da Educação, Ciência e Arte

Dia 11 — Visita ao Museu da Siemens e participação no Grande Concerto de Verão — junto a Orquestra do CEG-Christian Ernst Gymnasium no ‘Concert Hall’, Erlangen.

Dia 12 — Visita ao Arquivo da Cidade de Erlangen, Palestra com Dr. Jakob zur Geschichte. Visita ao Museu da Lutheria da ‘Bubenreutheum Verein’ e a oficina do luthier Günter H. Lobe em Bubenreuth. Oficina de ‘Ritmos Brasileiros’ no CEG-Erlangen.

Dia 13 — Passeio em Nuremberg com visita guiada à Ópera da cidade. Festa de Agradecimento e despedida das familias anfitriãs no Biergarten Unicum, Erlangen.

Dia 14 — Visita a Exposição sobre a Expedição no Jardim Botânico e passeio na cidade de Bamberg. Pequeno Recital e intervenção urbana: participações especiais na cerimônia de inauguração da nova sede da BAYLAT e celebração de seus 10 anos de fundação, Erlangen.

Estatísticas da Expedição

Tempos, eventos, espaços e pessoas…

Concertos e recitais: 7
Intervenções Urbanas: 2
Oficinas: 1
Visitas e passeios guiados: 9
Celebrações e cerimônias institucionais: 3

Mais números:

Tempo: 14 dias
Eventos: 22
Cidades: 7
Pessoas: 14
Horas de vôo: cerca de 28 horas / pessoa
Kilômetros no ar: aproximadamente 19.174 km
Kilômetros em solo alemão: aproximadamente 889 km
Kilômetros em solo brasileiro: 770 km
Total (km) percorrido por cada integrante: aproximadamente 20.833 km

Recursos movimentados pela MUSIK-Expedition na Alemanha: R$ 147.700,00

Ou aproximadamente 42.000,00 Euros.

Mas ainda não acabou!

A edição brasileira da MUSIK-Expedition — a Expedição Musical — precisa da colaboração de pessoas físicas e da iniciativa privada de São João del Rei e região para acontecer entre agosto e setembro.

Vem aí a segunda fase da Expedição Musical 2017.

A MUSIK-Expedition Brasil (2a edição) acontece em São João del-Rei entre 16 de agosto e 09 de setembro recebendo a visita de mais de 30 alemães durante os 24 dias de festival, com oficinas, workshops, palestras, intervenções urbanas, visitas guiadas, passeios eco-culturais, recitais e concertos. Participe! Você pode colaborar também de diversas maneiras: Como?

  • Tornando-se um guia/anfitrião de um estudante de música alemão:

Os convidados ficam hospedados em casas de familiares, amigos e estudantes universitários que se mostrem dispostos a anfitrionar e guiar este estudante nos dias iniciais de sua estadia, até a sua adaptação a cidade

  • Oferecendo hospedagem solidária a um estudante de música alemão:
  • Apoiando ou colaborando com recursos não-monetários
  • Patrocinando ou investindo no projeto
  • Comprando os produtos da MUSIK-Expedition
  • Contribuindo com quanto quiser ao ‘chapéu do evento’ no ato de inscrição nas oficinas e ao final dos concertos e recitais

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store