Montando seu orquidário

Quando você começa a cultivar orquídeas é questão de tempo para se apaixonar, e logo vai querer aumentar sua coleção. Entram novas plantas, novas espécies, novas flores, e um dia você descobre que a coisa ficou séria. É hora de dar um passo adiante e montar uma estrutura de verdade para elas, criando o seu próprio orquidário.

O ambiente

O primeiro passo é escolher o melhor local para o seu orquidário. Ele precisa receber a quantidade de luz adequada para as suas espécies de orquídeas. Procure um local que receba uma boa quantidade de luz no período matinal, quando está mais fresco e as orquídeas aproveitam melhor o sol.

Tamanho

Leve em consideração o tamanho do seu orquidário — e o tamanho que você imagina que ele possa ter no futuro. Talvez hoje você esteja feliz com seu número de orquídeas, mas se depois quiser (e tomara que queira!) aumentar a família, será mais fácil já ter um espaço disponível do que aumentar toda a estrutura depois. Tenha em mente que em um ambiente de 4 por 5 metros é possível criar um orquidário com capacidade para aproximadamente 200 plantas.

Cobertura

Como não se deve deixar a maioria das espécies de orquídeas a céu aberto, é preciso construir uma cobertura. Existem no mercado telas específicas para este fim, conhecidas como sombrites, que deixam passar apenas uma quantidade determinada de luz e funcionam muito bem para as orquídeas.

Ripados de madeira e bambus podem, além de formar a estrutura principal do seu orquidário, ser instalados transversalmente no topo da estrutura, filtrando a luz em determinados horários. Uma dica: se na sua região o vento e muito intenso é recomendado utilizar lonas transparentes, que controlam a passagem do vento sem impedir a passagem de luz.

Pronto para as novas orquídeas

Pense que sua coleção poderá ter novas plantas que dependem de outros tipos de estruturas, como as orquídeas de cultivo suspenso. Além das bancadas, considere colocar no seu orquidário estruturas altas, como tábuas, telas e postes em que os vasos possam ser fixados com ganchos ou correntes.

Doenças no orquidário

E falando em novas plantas, sempre preste bastante atenção quando levar uma nova integrante para o seu orquidário, verificando se não existem fungos ou doenças que possam contaminar as orquídeas já existentes. Caso um dia você descubra doenças em uma de suas plantas, coloque-a em um local mais baixo. Isso evita que a doença seja transmitida para as plantas que estiverem abaixo dela.

Se você já tem um orquidário ou está pensando em começar um, acompanhe nosso blog para encontrar sempre novas dicas e matérias sobre o mundo das orquídeas!


A Forth Jardim é uma empresa referência no mercado de fertilizantes, com mais 25 anos dedicados à pesquisa e desenvolvimento de tecnologias para nutrição vegetal. Seu mais recente projeto, o Abc das Orquídeas é destinado para orquidófilos amadores ou profissionais, e amantes das plantas em geral.

Assista nossos vídeos e curta nossa página: