Tchau, querida. Olá, pacto nacional!

Tchau, querida! Eles dizem do modo mais zombado possível. Hoje vimos uma presidente inocente cair pelo “conjunto da obra”. Como se alguém fosse expulso do seu cargo por isso no Brasil. Pezão e Cabral faliram o RJ, alguém tá pedindo impeachment?

Crimes fiscais? Os relatórios a inocentaram.

Corrupção? A mesma não foi investigada por nada.

Agora se você parar pra ver quantos corruptos a derrubaram e os crimes que os mesmos praticaram, ah amigos….Aí tu vai ficar muito tempo contando essa parada.

Dilma foi o famoso boi de piranha de uma sociedade revoltada com a classe política. Gritaram com a camisa da CBF nas ruas “Fora corruPTos”, e foram criticados por se manterem do lado de bandidos para derrubá-la. Logo se defenderam: “Primeiro derrubamos a Dilma. Depois o resto!”

Se fingem de iludidos. Sabem no fundo que mais ninguém vai cair.

Não vai ter panelaço, não vai ter protesto dos milhões na Avenida Atlântica, não vai ter Rede Globo culpando a única inocente da história. Lá se vai o brasileiro camisa da CBF comemorar o fim de “tudo que ta aí” fechando os olhos para o Congresso mais corrupto e conservador da história do país.

É irônico, é triste ver alguém que abriu as portas para investigar os corruptos ser caçada por um “acordo nacional para estancar essa sangria”. Hoje você diz “Tchau, querida!”, torça para amanhã não dizer tchau para os seus direitos.

Todo dia é um 61 x 20 diferente!