INDT realiza palestra no 2º Congresso Amazônico de Iniciação Científica

O INDT, através de seu Diretor do Programa Prioritário e Startups, Clemilton Gomes, participou do Congresso Amazônico de Iniciação Científica, promovido pelas Faculdades La Salle, entre os dias 6 e 9 de junho de 2017.

A palestra foi realizada dia 7 de junho, com o tema Empreendedorismo Tecnológico. A Ciência e a Tecnologia aliadas aos Negócios. De acordo com Clemilton Gomes, a ideia é mostrar um tema diferente.

Esta imagem é apenas um teste. Entrará a foto do evento.
“Apresentamos as vantagens de um pesquisador ser um empreendedor. Esta foi uma temática diferenciada dentro do congresso, e nossa proposta foi ampliar a visão do pesquisador”, explica Clemilton.

SOBRE O CONGRESSO

O Congresso Amazônico de Iniciação Científica, através de palestras e minicursos, objetiva oferecer um espaço-tempo de partilha de saberes, durante a divulgação das pesquisas relacionados com a Amazônia e realizadas por pesquisadores, professores e estudantes do Ensino Médio, da Graduação e da Pós-graduação.

SOBRE O GRUPO INDT / FPF TECH

O Instituto de Desenvolvimento Tecnológico (INDT) e a FPF Tech são Centros de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), que trabalham em parceria, formando um hub de inovação tecnológica no Amazonas com foco na geração de novos conceitos, produtos e soluções para seus clientes.

O estímulo ao ambiente criativo, informal e colaborativo propicia aos colaboradores a inspiração para a geração de novos produtos e novos negócios que agregem valor ao desenvolvimento individual e coletivo. Na região Norte, as duas instituições acumulam a maior quantidade de prêmios no ranking de 100 Melhores Empresas Para Trabalhar no Brasil (Great Place to Work), em sua área de atuação.

Infraestrutura invejável, com laboratórios de ponta, investimentos em capacitação e desenvolvimento de seus colaboradores, aliados ao ambiente inovação e desafiador, fazem com que o hub de invação tenha um conjunto de diferenciais que propiciam soluções inovadoras para seus clientes.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.