As mudanças da religião, no Brasil, no mundo — e nos dados
Marcelo Soares
142

O que eu vejo de interessante: continuando nesse ritmo a briga mais surpreendente será entre os “sem-religião” (que são mais do que os evangélicos de missão, ou tradicionais) e os neo-pentecostais.

Uma boa briga para o futuro, entre os que querem construir Igrejas cada vez maiores e os que desejam fechá-las por completo.

Like what you read? Give Fábio Peres a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.