Silvio Santos e a geração de Gordofóbicos

Imagem: google images

Fazem alguns anos que venho notando o bullying que o sr. Silvio Santos comete contra os participantes do seu programa. Com frases como:

  • Você é gorda
  • Não coma muito senão ficará como o seu pai (hoje)

Entre outras. Mas o que se esconde por traz disso? uma geração intolerante a pessoas com peso diferente das outras. E uma sociedade que abomina o diferente.

As pessoas Gordas não se manifestam quando recebem este tratamento pois sentem-se envergonhadas ao achar que são as únicas culpadas pelo seu peso. A sociedade as julga como preguiçosas, idiotas, burras e outros adjetivos que aumentam o sofrimento de quem já está sofrendo por sentir-se diferente.

Conto meu exemplo. Cresci achando que o certo e normal era ser magra, que as pessoas magras eram melhores e perfeitas. Cresci me sentindo inferior sobre os outros e me fechando às pessoas, achando que não era digna do convívio em sociedade devido a meu peso. Isso, aliado a pais que são da geração Silvio Santos, que ao invés de tratar deste assunto com sabedoria o fizeram errado. Muitas foram as vezes que achei-me errada por sempre cobrarem minha perda de peso (sim, hoje sei diferenciar amor a cobranças sociais..Na geração deles o que os motivou foi a sociedade), mas, eles agiam em reflexo ao que a sua geração tentava fazer para conquistar seu lugar ao sol. Pois tudo era muito difícil no século passado, detendo então em mente que é feio ser gordo. O que na verdade é o que a sociedade como um todo prega ignorantemente até hoje:

GORDO = FEIO

Até hoje muitos pensam assim, para eles é terrível ser gordo e criticam-nos por estarmos com nossos corpos gordos. Mas o que eles não pensam é que, realmente é difícil vencer sem apoio da família e dos amigos próximos, porque criticar não resolve problema nenhum. E é realmente assim que vivemos junto a gerações de #gordofóbicos, desde aqueles que fizeram cirurgia bariátrica àqueles que valorizam a imagem acima de tudo.

Mas o que estas pessoas não sabem é que, o gordo, o obeso já nasceu com esta #doença, sim doença! Este não o é assim por que é preguiçoso, comilão ou fanfarrão, mas sim, porque esta é a marca do seu DNA. Culpemos suas mães e seus pais, seus antepassados que diante da sua junção perpetuaram este DNA defeituoso. Sorry, mas esta é a verdade mais clara que posso te dizer.

Como se não bastasse, há preconceito corporativo, há preconceito familiar, há preconceito midiático e até por parte do governo (que na verdade este é o maior culpado pela liberação de capital a rodo).

Quanto ao preconceito corporativo, pesquisas revelam que pessoas feias ganham menos, e entre estas feias encontram-se gordos. Existe preconceito na contratação por a empresa achar que este trará inúmeros problemas de saúde que o retirarão do trabalho (concursos públicos em SP) ou que eles serão lerdos para cumprir com suas tarefas pelo simples fato de serem gordos. Isso é preconceito e você sabe! Pois existem muitos magros que são efetivamente preguiçosos, mas o gordo tem uma condição diferente.

Contudo, o que mais me entristece é a ignorância das pessoas neste recorte do tempo, 2016. Ainda lutamos contra preconceito contra negros, homossexuais, latinos, anões, mas…e o gordo? Só por que o fizeram ter vergonha de se manifestar, a ele não cabe esta luta contra o preconceito?

Parece que não, pois, uma mídia que prega a gordofobia, não lhe interessa a sua estima, a sua doença, pois você é um simples ‘porco’ e ‘preguiçoso’. E um governo que não quer mais pagar o tratamento para pessoas na condição de obesos, pois é caro, logo, incentivar o emagrecimento e a pratica desportiva é a melhor forma de propagar o preconceito, mesmo que esta faça bem a saúde (quando falamos de saúde e não de controle por motivos escusos).

Claro queridos, sem falar que esta é uma forma muito efetiva de CONTROLE SOCIAL. Sim, te querem sempre pensando que é gordo, feio, incompetente, inaceitável para te controlar e vender produtos, pasmem! Você só fica pensando em emagrecer e parecer mais bonita, mais saudável, mais aceita ao invés de pensar nos problemas políticos do mundo. Falo político pois todos os problemas que temos no mundo hoje existem por causas políticas, sejam públicas ou privadas.

Bem, agora que te contei esta verdade, você continuará a pregar este preconceito?

Pense melhor, Haja melhor, Seja melhor!
Like what you read? Give Fran Galvão a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.