não é tua culpa se eu quebrei meu coração

uma vez me disseram que a pessoa sempre mostra sinais de que não é a pessoa certa pra ti. seja pra sempre ou naquele momento. ela sempre tem atitudes que a gente deixa passar porque no fundo somos otimistas demais. ou talvez gostamos demais.

eu sei que foi assim. eu sei que não foi tu que quebrou meu coração. eu sei que ignorei por tempo demais as indiferenças e o teu jeito que de vez em quando me fazia chorar. eu sei que me iludi nos últimos meses achando que a gente tava na mesma sintonia. eu não duvido do teu gostar, mas ele não chega aos pés do meu amor. e aí a gente bate de frente.

sei que toda a frustração que sinto, fui eu que provoquei. fui eu que deixei passar os sinais de que algo a mais não aconteceria, mesmo depois daqueles meses. eu também não sei quando foi que eu comecei a querer mais do que eu sempre soube que tu podia me dar.

eu errei e assumo meu erro. eu abraço ele e entendo que tudo que tá acontecendo é só o que eu sempre soube que ia acontecer. eu sempre soube e eu sempre te falei, lembra?

naquela época eu não te amava. ou te amava e não aceitava. eu não sei.

agora é tudo estranho e dolorido. não entendo a maioria das coisas que sinto porque queria gritar e te culpar por esse sentimento, mas eu não posso. porque eu sou a culpada. sou culpada por te amar demais quando sabia que tu nunca me amaria. sou culpada por ter me envolvido com alguém que sempre mostrou medo de um relacionamento. sou culpada por colocar prioridade em alguém que nunca me colocou como prioridade.

a gente chora, passa horas chorando porque nesse ponto da vida, depois de viver tudo que já vivi, eu deveria saber a hora de parar. porque se a gente não para, a gente tem consequências e elas são difíceis. elas são pesadas. as lágrimas pesam no nosso rosto a cada lembrança dos planos que a gente idealizou na nossa cabeça. a gente quer dormir pra parar de imaginar como teria sido. a gente quer voltar lá no passado e fazer com que nada tenha acontecido porque a dor de amor…

a dor de amor não é a mesma dor de gostar. alguns meses atrás eu estaria sentindo tua falta, mas seria muito mais fácil.

mas agora eu te amo e eu não posso simplesmente ignorar tudo que a gente viveu e todos os planos que eu criei.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Franciele Nunes’s story.