Dois Livros no Final de 2016
Gabriel Pardal
11

Stoner, anotado. Estou terminando o ano e certamente passarei boa parte do próximo na leitura do clássico do século XVIII, David Copperfield (Cosac & Naify) de Charles Dickens. Coincidência que também se trata de um romance de maturação, a vida de um jovem (não tão comum assim) narrada desde o seu nascimento. Recomendo, por se tratar da história biográfica de uma personagem fictícia e possuir pouco mais de 1100 págicas (muito bem divididas) em capítulos curtos, por ter sido lançado na época como folhetim. Você acompanha a vida de David com empatia, desde os seus sofrimentos na infância até sua progressao na carreira jurídica passando pela evolução de seus relacionamentos amorosos, tendo um panorama completo da maturação da personagem. Envolvente, apaixonante, e dá uma tranquilidade a pressa de ler sabendo que falta muito para acabar (risos). Em paralelo li Os sofrimentos do jovem Werther, de Goethe, o livro que motivou uma onda de suicídios na época, uma obra curta, profunda e poética! E também li Preamar de Yuri Rocha, no qual trabalhei no processo editorial, lançado pela Amazon, um romance gay, as varias facetas das descobertas de amor e sexo de um personagem, numa trama inocente e ainda assim chocante.

Essas são minha recomendações em troca de Storner, Gabriel. Espero que algum entre para a sua lista.

Abração!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.