Pessoas medíocres, e um belo foda-se.

Primeiramente, para começar esse textinho feito entre inúmeros pensamentos, gostaria de informar a vocês que esse não é um texto sobre liberdade de forma super positiva.

Em segundo lugar, vamos acrescentar que pessoas medíocres não são pessoas ruins.

Bom, vamos lá.

Em alguns momentos da minha vida, ouço coisas que me fazem repensar sobre a vida, escolhas e mais especificamente, sobre as minhas decisões e como elas interferem no meu futuro.

Acredito que ao longo da vida, algumas pessoas conquistem a má fama de que não se importam ou fingem não se importar.

Podemos dizer que essas pessoas não são frias, calculistas, insensatas ou sem coração. Porém, o foda-se de cada uma tem a ver com coisas que simplesmente não podem ser alteradas, controladas ou ditas sobre você.

A sua essência é essa, e é isso que você deve ser. Afinal, foi isso que o mundo lhe deu.

Em alguns momentos, você poderia ter feito algo e não fez. Porquê?

Porque ser você mesmo é difícil e quase ninguém aceita. Mas é incrível quando você fala ou age como quer, sem medo de ser feliz.

Todas as vezes que você consegue ser você mesmo e mostra ao mundo a sua essência, uma úlcera a menos no estômago.

A verdade é que às vezes a gente esconde a nossa essência por medo das pessoas medíocres (deixando claro que não são pessoas ruins, talvez nem sejam pessoas), o tipo de pessoas que nunca vão mudar o seu ponto de vista, que não aceitam você, que nunca mostram humildade, nem consideram entender você, que não sabem o que é a palavra “perdão”, que acreditam fielmente que empurrar a vida com a barriga é o melhor a se fazer, que seguem o padrão estabelecido pela sociedade sem questionar e que no final de uma conversa vão lhe dizer que sua energia não era compatível com a dela, e por isso você está errado.

Afinal, em um mundo encantado ser diferente é explicitamente proibido.

Acredito que na vida existam pessoas boas, amáveis, de bem com a vida, mal humoradas e por aí vai. E no final, nenhuma delas é menos ou mais aceitável. Depende de você escolher qual delas estará ao seu lado, e depois que você escolhe, não adianta reclamar e querer mudar alguém. Porque não dá para esconder quem você é, a realidade é que você é o que você é.

Uma vez que esse negócio de se conter para agradar o seu amigo, a sua família ou até mesmo a sua namorada (o) e não agir de certa forma por envergonhar é um saco, a gente sabe que às vezes é necessário para que confusões e discussões possam ser evitadas, mas sempre que der seja você mesmo, doa a quem doer.

E para lidar com gente medíocre e babaca você não precisa de um grande repertório, é necessário ter um grande estômago para que no final de uma noite você não precise colocar suas tripas para fora.

E se você é um medíocre, melhore sua capacidade de ser medíocre ainda hoje, porque a concorrência já é grande.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.