Saudade Que Desmancha

Lá fora, a chuva cai.
Aqui, o tempo se esvai.

-

Pingos pela tela branca.
mão apressada, a pintar,
corpos pelo chão.
Tempo a desbotar,
meu coração.

-

Nossos corpos juntos,
como manchas aquareladas.
Nossas almas atreladas,
em prazeres abstratos.

-

Há algo que me sobra.
Dias a sobreviver, contas a pagar.
Saudade que me cobra,
Momentos e lembranças a desmanchar.

-

Minha saudade é choro,
pingos em tela branca,
esperando tua cor,
para me manchar.