Mas que tipo de conteúdo é esse que estamos produzindo única e exclusivamente para rirmos da tragédia ocorrida com o outro?
O consumo excessivo de conteúdo e a importância da curadoria
Mayara Lobato
1089

Sociedade do Espetáculo, denunciada por Deborad. Mais um tentáculo desse polvo que nos pega, esse riso da tragédia, principalmente da morte, é uma higienização da tristeza. Estamos construindo seres humanos incapazes da empatia pela dor e, ou, sentir a dor e utilizar esse afeto negativo como potencial. Mas tem coisas boas também, mas fica o registro das ruins, tal como são.

Like what you read? Give Frantiesco Bolson a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.