pra quem carrega um coração cor céu poente de outono

filho do vermelho azulzim e uma inflamação e uma calma. e uma revolução e uma arma. apontada pro próprio peito por amar demais mas ter um peito infinito. que aguenta. e presença de girassol. eu vejo a sua presença como tivesse os olhos castanhos mais bonitos que você achar. e nada é impossível pra quem carrega um coração que cresce dez metros, e explode.