Descubra como proteger seu dinheiro da crise

Não vamos mentir para você: 2016 não será fácil para o dinheiro de ninguém. Desemprego, inflação elevada, juros altos e crédito escasso são apenas alguns dos desafios para os brasileiros neste ano. Mas calma! O Finanças Sport Club não te deixará na mão e, a partir de agora, te guiará nesta quase aventura de manter organizado o orçamento doméstico. Especialistas selecionados pelo FSC também te ajudarão a encontrar o melhor caminho para começar a organizar as suas finanças. Boa jornada e muita disciplina!

Ah… A primeira dica: dê um pulinho rápido no tópico 06 antes de iniciar sua jornada.


01 PONTO DE PARTIDA

Recente pesquisa internacional aponta que dois em cada três adultos no mundo são analfabetos financeiros. Dinamarca, Noruega e Suécia lideram o ranking dos países mais educados financeiramente. O Brasil ficou atrás de 66 nações. Para mudar este cenário, teremos muito trabalho. Mas antes, siga o caminho certo, o caminho que mais se adapta à sua situação. Se você perdeu o emprego ou começou a busca por uma vaga no mercado de trabalho, siga em frente, no tópico 02. Se você está empregado, parabéns! Avance para o tópico 03.


02 DESEMPREGADO

Pior do que ir ao supermercado e encontrar preços altos é se deparar com este mesmo cenário sem ter um emprego. E esta realidade tem sido cada vez mais comum entre os brasileiros. Em 2015, de acordo com dados do governo federal, o País fechou mais de um milhão e meio de postos de trabalho. Se para manter um orçamento doméstico organizado precisamos controlar despesas e receitas, nossa primeira missão é encontrar uma fonte de renda. A tarefa, claro, não é fácil. Com a quantidade de pessoas perdendo a posição no mercado de trabalho, conseguir a recolocação é quase uma missão impossível. No tópico 07, você encontra orientações de especialistas que podem ajudar muito neste objetivo. Mas antes, vale dar uma conferida no tópico 05, que que te ajudará bastante durante o período de procura.


03 EMPREGADO

Ok! Você está empregado e isso te proporciona uma renda mensal. Mas esta condição, infelizmente, não te garante uma vida tranquila. Se você se identificou, ou seja, tem problemas para pagar contas, organizar o orçamento e, pior, está endividado(a)… Siga urgentemente para o tópico 09. Mas se você já passou desta fase, então o caminho está livre para você seguir adiante, no tópico 04.


04 PLANEJAMENTO FINANCEIRO GERAL

Uma vida financeira saudável passa pelo controle de receitas e despesas. Mas como começar? O especialista em finanças e idealizador do blog Quero Ficar Rico, Rafael Seabra, dá o caminho.

Está pegando o jeito da coisa? Pois é! Aqui você encontra uma planilha bem legal que pode te ajudar na busca pelo controle perfeito. É um material da BM&FBovespa, que também oferece cursos na área de finanças pessoais.

Outras dicas de planilhas e até aplicativos você encontra no tópico 11.

Com receitas e gastos controlados e monitorados, você perceberá que já sobra uma economia no final de cada mês. Se isto aconteceu, você está prestes a entrar em um dos pontos mais importantes da educação financeira, a poupança! É com muita alegria que te digo: pule seis tópicos e vá direto para o item 10. Agora, se você fez de tudo e não sobrou dinheiro ou ainda está faltando… Você terá de passar pelo tópico 08 antes de seguirmos viagem.


05 PLANEJAMENTO FINANCEIRO DESEMPREGADO

Estamos vivendo dias difíceis. A busca pela sonhada fonte de renda pode demorar e, por isso, é preciso atenção com os gastos. Como não sabemos quanto tempo pode durar a falta de emprego, é necessário reforçar o planejamento financeiro. É hora de revisar despesas e cortar tudo o que for possível. Que tal, por exemplo, trocar o pacote de TV por assinatura por um plano mais simples (e mais barato)? Mais dicas sobre controle financeiro você encontra retornando ao tópico 04. Mas atenção! não se perca na sua trajetória. As dicas para a recolocação no mercado de trabalho são fundamentais e estão no tópico 07.


06 A HORA DA MUDANÇA

O resultado da nossa vida financeira é consequência dos nossos hábitos. Se hoje você está endividado, tem dificuldades de poupar ou mesmo não consegue realizar seus sonhos, tenha certeza de que este cenário está relacionado aos seus hábitos em relação ao dinheiro. Você, provavelmente, está privilegiando o presente e esquecendo o futuro. É hora, portanto, de refletir sobre estes hábitos. É preciso mudar as ações para alcançar resultados diferentes e positivos, como explica o consultor de educação financeira do site do Mercantil do Brasil, Carlos Eduardo Costa.

Bom, você chegou até aqui e parece que realmente está disposto (a) a mudar seus hábitos e se educar financeiramente. Pois bem! O caminho está livre para você seguir viagem! Retorne ao tópico 01.


07 ESPECIALISTA DESEMPREGO

O desemprego no Brasil pode se manifestar de várias formas. Separamos três tipos e ouvimos especialistas que deram orientações para cada um deles. Com mais de 40 anos na área de Recursos Humanos, Antônio Russo, dá dicas para o jovem em busca do primeiro emprego, para o trabalhador que acabou de ser demitido e também para aquele brasileiro que, apesar da crise, planeja mudar de empresa ou de área. Ouça!

Outra dica importante: Para voltar ao mercado de trabalho, não tenha vergonha de dar um passo para trás. Um emprego, mesmo em um cargo inferior ao que estava acostumado, te deixará mais confortável na procura pela vaga dos sonhos.

Esperamos que as dicas te ajudem na busca pela recolocação.

Se há necessidade de uma fonte de receita ainda maior, não se preocupe. Mais adiante, daremos dicas para conseguir uma renda extra. Agora, é hora de retornar ao tópico 03!


08 RENDA EXTRA

Para alcançarmos a economia no nosso orçamento doméstico, temos duas opções. A primeira, mais tradicional, reduzir as despesas e, consequentemente, gastarmos menos do que recebemos. Se, nesta tentativa, não conseguimos êxito mesmo seguindo todas as instruções vistas até aqui, o jeito será partirmos para a segunda opção, que é aumentar a nossa receita. A busca por um segundo emprego ou mesmo um “frila” podem ser boas alternativas para complementar a nossa renda, como explica o consultor de educação financeira do site do Mercantil do Brasil, Carlos Eduardo Costa.

Além delas, podemos aproveitar as oportunidades geradas pelas novas tecnologias.

Agora sim você está pronto para avançar ao tópico 10.


09 DÍVIDA

Se você está neste tópico, provavelmente tem uma dívida em atraso ou talvez tenha dúvida sobre como está gastando o próprio dinheiro, Certo? Pois bem, saiba que você não está sozinho. No final de 2015, quase sessenta milhões de brasileiros admitiam ter dívidas em atraso. O curioso é que estudo recente da Serasa Experian apontava que o descontrole financeiro é a segunda causa de inadimplência entre os brasileiros, atrás apenas do desemprego. A primeira dica para organizar a vida financeira é ficar livre das dívidas. Se você planeja renegociar uma dívida, atenção para a dica de Jefferson Frauches Viana, presidente do Instituto GEOC, que reúne 16 das principais empresas de cobrança do Brasil.

Livre das dívidas você está livre também para seguir seu caminho, que passa pelo tópico 04.


10 POUPANÇA

Pesquisa da Federação Nacional de Previdência Privada e Vida, a Fenaprevi, indica que apenas um em cada três brasileiros tem o habito de guardar dinheiro. Dos que poupam, a metade guarda menos de 10% do que recebe. Dez por cento, inclusive, pode ser um bom índice para quem está pensando em começar a guardar dinheiro. Aliás, é hora de esquecer também aquela famosa frase “não sobra dinheiro para nada, como vou poupar”. Jorge Brihy Jr., CEO da Braico e representante da Escola Brasileira de Finanças e Mercados, fala sobre o assunto:

No tópico 15, tem mais informações sobre poupança para os iniciantes. Se você já é um poupador nato, é hora de fazer este dinheiro render. E mais! temos uma boa notícia! Você está a dois passos do paraíso… Lá no tópico 12.


11 PLANILHAS EXTRAS

A Federação Brasileira dos Bancos também disponibiliza alguns aplicativos que podem te ajudar a controlar gastos e economizar.

Confira aqui!

Feito o dever de casa… É hora de retornar um tópico.


12 INVESTIMENTOS

E finalmente você chegou ao, que para muitos, é o paraíso do investidor. Se você conseguiu poupar e agora disponibiliza recursos para investir, poderá aproveitar os juros elevados do País e encontrar boas oportunidades para proteger o valor do seu dinheiro e, de quebra, conseguir bons rendimentos. Para quem não tem conhecimento no mercado financeiro, a orientação é buscar aplicações mais conservadoras, mais precisamente a Renda Fixa. Jorge Brihy Jr., da Escola Brasileira de Finanças e Mercados, detalha um pouco mais a modalidade:

Em 2015, a inflação comeu 10,67% do valor do seu dinheiro. Enquanto isso, a poupança repôs apenas 8,07%. Quem apostou na caderneta para garantir o poder de compra, infelizmente, saiu no prejuízo. Muita gente optou pelo Tesouro Direto, que viu o número de investidores crescer 72% no ano passado. Ficou interessado? Então siga adiante no tópico 13.

Agora, se o que você procura é mais emoção… Ou seja, a possibilidade de um retorno maior com um risco do mesmo tamanho, aí você deve pular um tópico e seguir para o item 14.

Se você já estiver satisfeito, fica o convite para um pulinho rápido no tópico 16.


13 TESOURO DIRETO

Neste vídeo o Tesouro Nacional dá um passo a passo de como investir em títulos públicos:

O Tesouro Direto é considerado um investimento de baixo risco. Para reduzir ainda mais este risco, vale a dica do especialista em finanças e idealizador do blog Quero Ficar Rico, Rafael Seabra.

Para informações sobre investimentos considerados mais agressivos, siga para o tópico 14. Se já estiver satisfeito, o seu lugar é no tópico 16.


14 RENDA VARIÁVEL

Quem pensa em investir na Bolsa de Valores em 2016 provará que tem nervos de aço. O principal índice da bolsa brasileira já acumula três anos de prejuízo. Em 2015, caiu 13,31%. Se, apesar dos números, ainda há interessados, especialistas ouvidos pelo Finanças Sport Club apontam alguns setores promissores em 2016. Como ainda há perspectiva de depreciação do câmbio, os segmentos exportadores mantêm atratividade, de acordo com os analistas. A área de Papel e celulose foi bem em 2015 e a tendência é a mesma para 2016.

Enquanto você faz as suas apostas, a gente encerra a reportagem no tópico 16. Dá um pulo lá também!


15 CONSUMO

Quer poupar mais? Primeiro você precisa reavaliar seus hábitos de consumo. O passo inicial é abandonar, por exemplo, a ideia de encontrar a felicidade em um shopping Center. Em tempos de crise, é fundamental separar o que é necessidade básica e o que é um desejo. Você confere outras orientações da consultoria Dsop Educação Financeira.

Evitar compras por impulso: os consumidores devem se fazer algumas perguntas antes de comprar — Estou comprando por necessidade real ou movido por outro sentimento, como carência ou baixa autoestima? Se não comprar isso hoje, o que acontecerá? Tenho dinheiro para comprar à vista? Se comprar a prazo, terei o valor das parcelas?

Pesquisar preço e comprar à vista: Tudo que se compra em prestações paga-se mais caro. Já quem pesquisa o melhor preço paga menos e aumenta a chance de comprar à vista e obter desconto.

Pedir desconto: Se um produto custa mil reais e pode ser parcelado em 10 vezes de 100 reais, certamente à vista custará de 10% a 20% menos.

Reter 10% dos rendimentos: para começar a construir a independência financeira, deve-se guardar 10% do que ganha. Com o tempo, pode-se partir para um plano de previdência privada para complementar o INSS.

Fuja também de armadilhas, como destaca Jefferson Frauches Viana, presidente do Instituto GEOC.

Vale lembrar que não é suficiente apenas poupar, é preciso também investir o dinheiro. Por isso, retorne imediatamente para o tópico 12.


16 FIM

Você chegou até aqui e, sem dúvida, já avançou em busca de uma vida financeira mais saudável. A falta de um equilíbrio financeiro prejudica não só o seu dinheiro, mas também as relações com a sua família, com seus amigos, a produtividade no trabalho e o seu próprio bem estar. A recompensa vale o esforço. Você verá que a realização do seu sonho — uma viagem, o carro novo, a tão esperada casa própria, aquele sapato bonito — será o combustível para novas metas. Mas para isso, é muito importante se atualizar cada vez mais em relação à gestão das finanças. Felizmente, hoje o acesso a estas informações é bem amplo. Se depender de orientação, você não terá mais desculpas para justificar o descontrole financeiro.

Se você gostou, curte a nossa página no Facebook

Se recomenda, compartilha!

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Finanças Sport Club’s story.