SABER AMAR
Que presença sem forma é esta que me toma tão retumbante?
Deita-me, tira-me as forças e me faz escutar…
Por que não me deixas, se não tem nada para depois e não teve antes?
Sonda-me , incomoda e me grita que é preciso saber amar…
Ora, isto é motivo de meu esforço diário e quase, em vida, a minha morte!
Não é justo que ainda queira mais!
Porém, ela grita, ainda mais forte:
Ame até que em ti, nada sobre, além da paz !

FTEO

Show your support

Clapping shows how much you appreciated FTEO’s story.