Por que não escrevo minhas felicidades? Tão pouco as alegrias?

Penso que quando estou nesse estado de espírito não me sobre segundos para reflexão do quanto aquilo é incrível, já quando triste, as horas se arrastam em silêncio reflexivo, refaço os passos e palavras em pensamento a todo instante.

A felicidade não deixa espaços falhos, não cabe pensamento, por isso passa rápido, e rapidamente é esquecida.

Por isso que quando acaba, resta as mágoas, que duram anos e vidas.

É preciso refletir a felicidade, pois vivê-la intensamente não supre o tempo necessário para que quando em comparativo aos outros sentimentos ela tenha o mínimo de reconhecimento.

Pois após perder o perfume e pétalas, restam espinhos que perduram anos.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.