FátimaBonnerGate: precisamos repensar nossos memes
Gustavo Ricci
273

A importância do meme é maior do que o ciclo que ele está entrando, é maior que a moda do stand up, é a libertação dos meios tradicionais de humor, é a auto gestão pessoal e interpessoal da comunicação. É a forma mais primitiva de entreter, incluir (e excluir também caso a pessoa não entenda a piada) e contar uma história, seja ela de um fato sério (o término de Bonner e Bernardes) ou algo nem tanto (um banner encontrado em sites para a prática do sexo individual).

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.