ai minha deusa, o futuro

já estamos em outubro. esse ano passou rápido para caralho. mal vejo a hora de terminar mas ao mesmo tempo não quero, porque quando acabar eu vou começar a escrever monografia. e quando eu terminar de escrever eu vou me formar. ca. ra. lho. eu me formo em menos de nove meses. parece que foi ontem que eu tava entrando na minha primeira aula de introdução a publicidade sem conhecer ninguém e sentando tímida em um canto da sala. parecia que minha formatura nunca iria chegar mas 2018 tá ali virando a esquina.

todas essas coisas colocam o tempo em perspectiva. quando entrei na faculdade eu mal tinha completado 18 anos e tinha acabado de ter meu primeiro emprego. agora, só de maio de 2016 até aqui eu trabalhei como freelancer, tive cinco estágios, comecei e terminei um namoro, conheci muita gente, retomei amizades antigas. ufa, até cansei. tudo isso em pouco mais de um ano. refletir sobre esse tempo serviu para me mostrar como a vida é mutável. eu mudei muito nesses três anos. ganhei consciência política, ganhei autoestima, aprendi a valorizar meu corpo, me envolvi com feminismo, aprendi o que significa sororidade, amei alguém pela primeira vez. agora imagina o mundo a minha volta. a economia do brasil afundou, o estado do rio de janeiro quebrou, pessoas morreram, ataques terroristas cresceram, a extrema direita ganhou força. agora imagina daqui a mais três anos.

não quero entrar naquele assunto de "a vida é curta" porque ninguém mais precisa ouvir isso. e até porque não considero curta. ok, claro que é quando pensamos há quanto tempo existe o universo ou na idade de uma tartaruga, mas, tirando isso, 70 anos é bastante tempo. se tanta coisa aconteceu comigo em três anos imagina em mais uns 50. a vida é mutável. eu sou mutável e você é mutável. acho que essa é a grande graça. imagina se continuassemos as mesmas pessoas para sempre. cruz credo. eu gostaria que o tempo desacelerasse só um pouquinho mas tudo bem, que venha 2018, monografia e formatura. eu aguento como aguentei tudo antes. não sou uma tartaruga. só por favor não levem embora meu gato.

Like what you read? Give Gabriela a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.