Amizades que sugam

Eu não tenho mais tempo pra isso.

image: kathrinhonestaa

Desculpa, mas eu não tenho mais tempo pra amizades que sugam. Eu não tenho mais tempo e muito menos paciência para amizades que cansam, que tiram a energia e que produzem a sensação de tempo roubado. Eu não quero mais essa amizade que compete, que não sabe vibrar junto e que só tem interesse no que você faz, mas não em quem você é.

Algumas pessoas não vibram na mesma sintonia que a gente e eu percebi que tentar mudar isso é como se eu tentasse entrar numa calça 34 —em outras palavras: não funciona. Eu já tentei — entrar numa calça 34 e dar várias chances pra amizades que sugam — , só que chega o momento em que você cansa de tentar. E quando você alcança o estágio do cansaço, bate aquela angústia misturada com um pouco raiva que é normalmente seguida pela pergunta: "porque eu ainda sou amiga da(o) fulana(o)?". E daí você se encontra gerenciando aqueles sentimentos que criam uma bolha no seu estômago e, quase sem energia, você percebe o seu amor próprio morrendo dentro de você.

Eu demorei para aprender a colocar o meu bem-estar em primeiro lugar e acho que esse é um dos grandes presentes que os anos trazem pra gente. Com o tempo, aprendi a fazer balanços emocionais da minha vida não só nos momentos de crise, mas sempre. Encarei de frente que algumas relações tinham que ir embora e que meu amor próprio precisava de mais atenção. Aprendi que é muito melhor se dedicar aos amigos que vibram na mesma sintonia.

É a velha e boa arte de se ouvir e aceitar a solidão que, diga-se de passagem, é muito mais produtiva do que amizades que sugam.


tudo na vida é aprendizado, afinal, sem as amizades que já me sugaram, eu não teria escrito esse texto.