Meu melhor

Não houve um dia sequer em você não repetiu que “gostava por nós dois”. Não existiu nenhum dia em que não te imaginei chegando com um “desculpa, eu conheci um cara melhor”. Parecia impossível irmos tão longe, ficando assim tão perto.

Entendo ser brabo segurar o choro agora enxergando que se deu tanto, por alguém “tão pouco”. Fomos tão jovens, fomos perfeitos, fomos até aqui, fomos até agora por sua causa. Porque um dia te ensinaram a confiar nas pessoas e você aprendeu que isso era algo bom. É quase irresistível não soltar aquele meu velho e idiota “eu avisei”.

Não serve de consolo, eu sei. Sempre desconfiei de que não conseguiria virar a melhor pessoa do mundo de um ano para o outro. Mas fiz o meu melhor. Só não sei se esse meu melhor não é o bastante pra você, se meu melhor não te merece, ou se meu melhor é simplesmente uma bosta.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Gabriel’s story.

Responses
The author has chosen not to show responses on this story. You can still respond by clicking the response bubble.