TE BOTEI NO MEU BRECHÓ

Precisei que os raios do sol clareasse minha madrugada para perceber que minha insônia leva nome e vem carregada de motivos. É o lado sombrio de estar apaixonado, as incertezas e os turvos pensamentos que surgem em minha cabeça. Tentar interpretar cada movimento não linear dessa narrativa me esgota, quando penso que irei adormecer, tenho tua imagem distorcida como todo o resto. Penso nas minhas vontades, meus pés querem tocar os teus enquanto a horizontalidade dos nossos corpos nos nivelam. Te vejo despido e pra ti quero despir-me.