O projeto acaba ficando estranho, onde parte é escrita em JavaScript no servidor e a outra é escrita em linguagem server-side comum. Isso por que todo mundo quer experimentar. Eu ainda acho estranho abordagens assim. Se você quer escrever JS no servidor, ele precisa ser sua linguagem principal. Oras, você nunca misturou PHP com Ruby, não é?
Sobre o mercado de desenvolvimento front-end
Diego Eis
1561

Eu concordo em partes. Se fosse à uns 5 anos atrás até concordaria completamente, mas atualmente os tão famigerados “microservices” estão ficando muito populares, e vários sistemas estão sendo produzidos com várias linguagens diferentes, possibilitado pela filosofia de microservice. Então, talvez não seja tão estranho ;)

Like what you read? Give Gabriel Alan Pereira a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.