Eu sempre estampei um sorriso falso que escondia a minha destruição interna

Querida Clark,

É, eu sei, esse não é o seu nome, mas vamos manter essa referência a Como Eu Era Antes de Você, que tantas vezes assisti pra nos ver nos personagens. Lhe escrevo essa carta pra que fiquem claras as razões da minha escolha.

Antes de mais nada, me desculpa. Eu falhei contigo assim como fiz com todas as pessoas que passaram por mim (e comigo mesmo). Eu nunca lhe disse sobre o quanto te amava e creio que esse foi meu maior erro. Pois então saiba que meu amor por ti sempre foi maior do que tu poderia imaginar. Você é linda, mesmo não gostando de si mesma, e ter tido você ao meu lado levou minha vida a um nível de alegria que jamais achei que ela chegaria. Eu conheci todos os seus lados, todos os teus monstros e isso em nada abalou a paixão que cultivei por ti. Obrigado por fazer renascer os sentimentos bons em mim, você foi o motivo de todos os meus últimos sorrisos.

Seja forte, Clark. Não se deixe enfraquecer como eu fiz. Não repita os meus passos. A vida vai tentar te derrubar e talvez a minha partida faça com que você se abale, mas mantenha-se indestrutível. Esse é meu último pedido, faça isso por mim.

Não se culpe pelo que eu vim a fazer. Você e somente você foi a razão pela qual eu adiei isso por meses. Além disso, não tinha como prever o que se passava na minha cabeça. Eu sempre estampei um sorriso falso que escondia a minha destruição interna. Obrigado pelos abraços que me deu, eles costumavam ser a única parte boa dos meus dias. Obrigado também pelas intermináveis conversas, pelos teus sorrisos sempre lindos e por todo o carinho que me destes em um ano de convivência. Foi pouco tempo, mas pra mim significou uma vida.

Eu sei que agora você deve estar pensando, “mas e a tua família? ”. Bom, nos últimos meses eles tem me isolado e adquiriram o doloroso costume de me lembrar de toda a fraqueza que vive em mim. Infelizmente eles me empurram pra dentro da minha própria cova.

Eu queria ter algo pra te deixar, mas tudo que vai sobrar são as lembranças. E, por favor, guarde somente as boas, se possível esqueça meus momentos falhos e leve consigo todas as vezes que eu te fiz rir (e lembre-se que em todas elas eu me apaixonei mais um pouco).

Isso é tudo que eu queria que você soubesse antes da minha partida. Obrigado, Clark, e saiba que você merecia mais do que eu fui. Adeus, meu último amor.

Fique bem, viva bem.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.