A Família Moderna

Modern Family é uma série de comédia da TV Americana criada pela ABC. Até o momento, a sitcom conta com sete temporadas e ainda está em produção.

A história possui três núcleos principais e foca no relacionamento entre uma família liderada por Jay Pritchett, que após o divórcio se casou novamente com uma mulher bem mais nova que ele e de seus dois filhos, Claire e Mitchell. Tratando de temas bastante atuais como xenofobia, machismo, preconceito, homossexualidade, adoção e divórcio.

Feita em formato de falso documentário, os personagens constantemente dão depoimentos para as câmeras sobre o que tem acontecido. É aí que as máscaras caem e eles revelam o que realmente pensam da situação que tem vivido ou das atitudes tomadas por outros membros do elenco.

Os Pritchett

Jay Pritchett (Ed I’Neill) é um homem mais velho com dois filhos adultos que resolveu se divorciar de sua primeira esposa e logo depois se casa com Glória (Sophia Vergara), uma colombiana mais jovem com um filho único, um garoto incomum chamado Manny Delgado.

Ao ver a imagem e o episódio piloto da série, pode se pensar que Glória está com Jay apenas por questões financeiras, já que sempre foi pobre e criou o filho com dificuldades. Na verdade, tal assunto é levantado durante alguns episódios pela própria filha de Jay, Claire Dumphy, que julga mal a madrasta, que aliás é mais nova que ela.

No entanto, percebe-se ao longo da série que o que Glória sente é realmente amor, estando ao lado de Jay em momentos difíceis e sendo progenitora do terceiro filho do marido.

Manny (Rico Rodriguez) é, aliás, um dos personagens mais adoráveis de toda série. Excêntrico, comparado as outras crianças, tem um estilo um tanto quanto maduro e ideias de relacionamento evoluídas. É quase como um homem de 30 anos preso no corpo de um simples garotinho.

Mitchell e Cam (e Lily)

De moderna esta família tem absolutamente tudo. Mitchell Pritchett (Jesse Tyler Ferguson) e Cameron Tucker (Eric Stonestreet) estão juntos há quase 5 anos quando a série começa. Já no episódio piloto, os dois estão em um avião voltando do Vietnã, onde adotaram uma bebê chamada Lily.

Ambos mostram a cada episódio as dificuldades que têm em criar uma garotinha. Seja pelo preconceito da sociedade em lidar com o assunto, seja pela própria Lily que demonstra curiosidades sobre o lugar de que veio e o relacionamento dos pais.

Foi durante a produção da sitcom que a Suprema Corte dos Estados Unidos liberou o casamento gay em todos os 50 estados americanos e os produtores de Modern Family não poderiam deixar isso de lado. Mitchell e Cam são protagonistas dos episódios finais da quinta temporada, com uma cerimônia de casamento que tinha tudo para dar errado.

Os Dunphy

A “tradicional família brasileira” e, não pera, pode até ter a composição considerada correta, mas de tradicional os Dunphy não tem absolutamente nada.

Phill (Ty Burrell) é um corretor de imóveis e um pai desajeitado. Conheceu a esposa, Claire Dunphy (Julie Bowen), durante a faculdade, com quem tem três filhos. Em uma constante crise de meia-idade, Phill tem ideias malucas, que a família tenta apoiar.

Hayley é a ovelha negra da família. Adolescente problemática, péssima aluna e iniciando o primeiro relacionamento sério. Leva os pais a loucura quando pensam em tratar temas como relação sexual, sexo seguro, doenças sexualmente transmissíveis e outros assuntos com a filha.

Alex é a filha do meio e a típica garota nerd. Passa todo tempo estudando e não tem a mínima habilidade para se vestir e paquerar garotos. Também tem problemas em lidar com outras pessoas, preferindo estar entre livros e os estudos.

O filho caçula do casal Dunphy, Luke, é extremamente agitado e um menino diferente. Está sempre se machucando e esquecendo de por as calças ao sair para brincar. É também bastante criativo e está sempre tentando por em prática seus planos mirabolantes.

A série

Modern Family já foi considerada, pelo Entertainment Weekly, como a Melhor Sitcom da Década. O que não é para menos. Além de tratar de temas extremamente relevantes como o relacionamento e a aceitação da sociedade com o casamento gay e da diferença de idade, o faz com um humor leve, divertido e inigualável.

De forma cômica, retrata acontecimentos atuais, como a xenofobia sofrida por Glória, que é alvo de inúmeras críticas, até por parte do marido, por causa do sotaque colombiano extremamente carregado. Além do receio de casais homossexuais, como Mitchell e Cam, sobre demonstrações de afeto em público e a aceitação por parte de todos.

Em 2012, Modern Family recebeu 14 indicações ao Primetime Emmy Awards. Todos os personagens adultos foram indicados. A série levou cinco prêmios, entre eles Melhor Ator Coadjuvante de Comédia (Eric Stonestreet), Melhor Atriz Coadjuvante de Comédia (Julie Bowen), Mixagem de Som e Melhor Direção (Steven Levitan) e Melhor Série de Comédia, pela terceira vez consecutiva.

A família moderna é uma boa pedida para quem está fugindo do politicamente correto. Mostrando, de forma escrachada, dilemas do cotidiano de toda família.

Relacionado


Originally published at sobremundos.com.br on February 22, 2016.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Gabi Bandeira’s story.